Portugal - Espanha

17-11-2010 22:59

Portugal goleia campeão do Mundo por 4-0

Espanha saiu vergada do Estádio da Luz com os golos de Carlos Martins, Postiga (2) e Hugo Almeida.
Portugal goleia campeão do Mundo por 4-0

Por Eduardo Santiago e João Godinho sapodesporto@sapo.pt

A selecção portuguesa venceu o duelo ibérico no estádio da Luz por 4-0. Carlos Martins abriu o marcador no final da primeira parte, Hélder Postiga bisou e Hugo Almeida fechou a contagem.

O jogo era de carácter particular e não um “amigável”, como referiu Paulo Bento na conferência de antevisão. Portugal abriu logo as hostilidades ao primeiro minuto por intermédio de Nani. O extremo do Manchester United foi da direita para o meio e rematou de zona frontal com o pé esquerdo, com Casillas a sacudir para canto com dificuldade.

A partida começava bem com Portugal a assumir as despesas do jogo. Os campeões do Mundo reagiram aos 10’ com Iniesta a levar bola a escassos centímetros do poste direito de Eduardo que parecia estar batido.

Aos 36 minutos, o fiscal de linha anulou um golo limpo a Ronaldo por alegado fora-de-jogo de Nani. Ronaldo tirou Piqué do caminho e sem espaço para rematar fez um monumental chapéu a Casillas. Nani apareceu posteriormente para encostar a bola já dentro da baliza mas o golo acabou por ser anulado.

Portugal foi contrariando o domínio espanhol, verificado na primeira parte, e quando já todos pensavam que o jogo iria para intervalo com um nulo no marcador, eis que Carlos Martins surge na zona frontal e, fuzilando Casillas, fez o 1-0. Ronaldo recebeu a bola na esquerda e passando por Busquets com uma "vírgula" remata cruzado para Casillas defender para a frente onde surge

Carlos Martins para disparar para o primeiro da partida.
No segundo tempo, Paulo Bento lançou em jogo Rui Patrício, Pepe e Danny para os lugares de Eduardo, Ricardo Carvalho e Ronaldo.

Com apenas 3 minutos decorridos no segundo tempo, as bancadas da Luz levantaram-se novamente para o segundo golo de Portugal. Nani lança Moutinho na direita e este cruza rasteiro para Postiga que de calcanhar, ao primeiro poste, faz um golo "de bandeira.

A vencer por 2-0, Portugal adoptou uma postura mais defensiva, apostando no contra-ataque para chegar à baliza de Casillas. O meio campo espanhol ressentiu-se da saída de Xavi ao intervalo e o jogou ficou quebrado.

Aos 67 minutos, Portugal ampliou o resultado para 3-0 com Hélder Postiga a bisar no encontro. Danny arrancou pela esquerda, passou para Moutinho que na entrada da área, descobre o avançado português que perante Casillas não desperdiçou a oportunidade e atirou para o terceiro.

Portugal geria a vantagem de 3-0, para gáudio do público que ia gritando sucessivos olés, quando Paulo Bento lançou em campo Hugo Almeida para os aplausos a Postiga.

O avançado do Werder Bremen ainda foi a tempo de deixar a sua marca contra os campeões do Mundo fixando o resultado em 4-0 aos 90’.