Seleção de Portugal

08-10-2014 13:11

Moutinho: "Não podemos alterar o passado"

O médio falou em conferência de imprensa esta quarta-feira.
João Moutinho
Foto: Gabriel Bouys / AFP

O jogador está confiante no futuro da seleção.

Por SAPO Desporto sapodesporto@sapo.pt

João Moutinho falou esta quarta-feira sobre os objetivos da seleção portuguesa sob as ordens de Fernando Santos e aproveitou para comentar os erros cometidos pela equipa portuguesa no Mundial2014. Segundo o médio do Mónaco, Paulo Bento não pode ser apontado como único culpado pelo fracasso da turma das "quinas".

"Toda a gente sabe que quando se perde é o treinador que leva com as culpas, mas nós, os jogadores, também temos culpa. Agora é uma nova fase, um novo treinador e novos métodos. Não há nada que se possa fazer em relação ao passado. Em relação ao futuro sim", declarou o médio em conferência de imprensa realizada em Óbidos.


Agora sob o comando de Fernando Santos, a seleção prepara-se para um encontro decisivo diante da Dinamarca, três dias depois do jogo de preparação realizado em França. O médio lamenta a falta de tempo disponível para assimilar os métodos do novo técnico, mas acredita que a seleção vai chegar a Copenhaga em boa forma.


"Se uma semana é suficiente? Esta é a semana que temos. Não podemos ter mais. Claro que seria melhor trabalharmos mais dias, mas tem que ser suficiente. Temos de ouvir o que o 'mister' quer e agarrar tudo o mais depressa possível para chegarmos aos jogos na máxima força", disse Moutinho.

Sobre a convocatória de Fernando Santos, que mistura regressos de jogadores experientes com jogadores mais jovens, o médio garantiu que a variedade é positiva para a equipa.

"Acho que os jogadores mais experientes são importantes na forma como apoiam os jogadores jovens. Essa mistura é boa para todos nós, a mistura da irreverência da juventude com os jogadores mais experientes. É bom e espero que possa dar frutos", declarou ainda.

Portugal está a preparar os encontros diante de França, marcado para dia 11 e de caráter amigável, e Dinamarca, marcado para três dias depois e referente à qualificação para o Euro2016.

Conteúdo publicado por Sportinforma