Futebol

02-09-2016 10:32

João Cancelo bate o recorde de Nani na seleção

Defesa direito tornou-se no jogador mais novo do século a marcar na estreia com a camisola nacional.
Seleção de Portugal: Cancelo e Nani
Foto: Lusa

Seleção de Portugal: Cancelo e Nani

Por SAPO Desporto sapodesporto@sapo.pt

João Cancelo teve um começo de sonho na seleção portuguesa e tornou-se o jogador mais novo a marcar na estreia por Portugal. O defesa direito bateu o recorde que pertencia a Nani e encabeça uma lista de sete jogadores que faturaram na estreia pela seleção das quinas neste século.

A aposta de Fernando Santos marcou o terceiro golo da equipa das quinas e fez o primeiro na sua conta pessoal pela seleção. Ao marcar frente a Gibraltar, Cancelo, de 22 anos, junta-se a vários internacionais portugueses que fizeram golo no primeiro jogo pela seleção portuguesa.

O último jogador a conseguir o feito do defesa direito tinha sido Pizzi. O médio do Benfica estreou-se em 2012 frente ao Gabão numa partida amigável e marcou de grande penalidade.

Para além do duo de jogadores do Valência e o médio dos encarnados, a lista incorpora também Deco, Liedson, Makukula e Rúben Micael. Dos sete nomes, apenas Rúben Micael fez mais do que um golo com a camisola das quinas na estreia. O antigo médio de FC Porto e SC Braga marcou por duas vezes frente à Finlândia.

Liedson e Makukula foram os únicos que se estrearam e marcaram num jogo sem ser de preparação. O ‘levezinho’ teve a primeira internacionalização por Portugal frente à Dinamarca onde marcou já perto do fim através de um canto enquanto Ariza Makukula foi num jogo de qualificação para o Euro 2008 frente ao Cazaquistão.

Deco marcou o golo contra o opositor com mais renome. Na primeira vez que vestiu a camisola de Portugal, o antigo médio luso-brasileiro fez golo frente ao Brasil num jogo amigável.

João Cancelo foi um dos estreantes com a camisola das quinas lançado por Fernando Santos. Para além do defesa direito, também André Silva teve a primeira internacionalização.

Conteúdo publicado por Sportinforma