Seleção Nacional

05-09-2016 08:04

Arranque da qualificação para Mundial2018 sem Ronaldo e em terreno difícil

Portugal vai defrontar a Suíça no Estádio St. Jakob-Park, um palco de má memória, tendo sido sempre derrotado nas duas vezes que lá jogou.
Liverpool treina no St. Jakob-Park, em Basileia, palco da final
Foto: EPA/GEORGIOS KEFALAS

Portugal vai defrontar a Suíça no Estádio St. Jakob-Park, um palco de má memória, tendo sido sempre derrotado nas duas vezes que lá jogou.

Por SAPO Desporto c/Lusa sapodesporto@sapo.pt

Portugal inicia na terça-feira a fase de qualificação para o Mundial2018 de futebol com uma difícil deslocação à Suíça, principal rival no Grupo B, num encontro em que terá algumas baixas, incluindo o capitão Cristiano Ronaldo.

O avançado do Real Madrid continua a recuperar da lesão sofrida na final do Euro2016 frente à França (1-0) e vai desfalcar o novo campeão europeu, naquele que é, na teoria, um dos jogos mais complicados que seleção nacional vai ter no caminho para estar na fase final na Rússia.

Além de Ronaldo, Renato Sanches vai falhar a deslocação a Basileia, igualmente devido a problemas físicos, e nos últimos dias Fernando Santos perdeu André Gomes, que saiu lesionado do particular com Gibraltar.

É esperado que o selecionador nacional volte a seguir a ‘receita’ utilizada no Euro2016, em que atuou sempre sem um ponta de lança de raiz.

Sem Ronaldo, existe a dúvida quem irá fazer companhia a Nani na frente. Ricardo Quaresma e Rafa são os candidatos, mas Santos poderá também surpreender ao lançar André Silva, que tem estado em destaque no FC Porto.

No Grupo B que também inclui Andorra, Hungria, Ilhas Faroé e Letónia, a seleção helvética aparece como o principal rival de Portugal na luta pelo primeiro lugar do agrupamento, o único que dá acesso direto ao próximo Campeonato do Mundo.

Para estar pela sétima vez num Mundial, quinta consecutiva, sem ter que passar pelo ‘play-off’, é importante para a seleção nacional ‘sobreviver’ em Basileia, num país em que apenas por duas vezes regressou a casa com a vitória na ‘bagagem’ (1964 e 1989).

Em terras helvéticas, Fernando Santos vai tentar manter a sua invencibilidade desde que tomou conta da formação das ‘quinas’, somando, para já, 14 jogos oficiais sem conhecer o sabor da derrota.

Portugal vai defrontar a Suíça no Estádio St. Jakob-Park, um palco de má memória, tendo sido sempre derrotado nas duas vezes que lá jogou, ambas na fase final do Euro2008. A seleção lusa perdeu com os helvéticos na última jornada da fase de grupos (2-0) e, de seguida, foi eliminada da prova pela Alemanha (3-2).

Do lado da Suíça, seleção comandada por Vladimir Petkovic, o extremo Xherdan Shaqiri é a grande baixa. O jogador do Stoke City, e uma das principais figuras da formação helvética, está lesionado.

Mesmo assim, a Suíça, que foi eliminada do Euro2016 nos oitavos de final pela Polónia (1-1, 5-3 nos penaltis), tem figuras que atuam nos principais campeonatos europeus como os defesas Lichtsteinar (Juventus) e Ricardo Rodriguez (Wolfsburgo), que pode causar muitos problemas a Portugal nas bolas paradas.

O médio Granit Xhaka, que ingressou esta temporada no Arsenal, é uma das grandes esperanças do futebol helvético e Mehmedi deu nas vistas na última época no Bayer Leverkusen.

O 21.º encontro entre as duas seleções está agendado para as 20:45 (19:45 horas de Lisboa) e terá arbitragem do espanhol Antonio Mateu Lahoz.

Conteúdo publicado por Sportinforma