Portugal - Hungria

24-03-2017 19:22

Bernd Storck: "Jogadores portugueses têm de mostrar que são os melhores da Europa"

Técnico da seleção húngara fez a antevisão do jogo contra Portugal no Estádio da Luz e garantiu que a pressão está do lado do Campeão Europeu.
Bernd Storck dá indicações durante o Euro2016 em França
Foto: ATTILA KISBENEDEK / AFP

Bernd Storck dá indicações durante o Euro2016 em França

Por Eduardo Santiago e Diogo Marcelo sapodesporto@sapo.pt

O selecionador nacional da Hungria fez esta sexta-feira a antevisão do jogo de qualificação para o Mundial 2018 contra Portugal, e rejeitou qualquer tipo de pressão acrescida por defrontar o atual campeão da Europa. Aliás, na opinião de Bernd Storck, a pressão está toda do lado da seleção portuguesa.

Na conferência de imprensa de antevisão do jogo contra a Portugal, Bernd Storck fez questão de frisar que as características do encontro de sábado nada tem a ver com o jogo do Euro 2016 em Lyon que terminou 3-3, e que os jogadores 'magiares' estão muito motivados por jogar no Estádio da Luz.

"Viemos com a expectativa de termos um jogo fantástico. Nos últimos quatro meses não tivemos nenhum jogo. Não temos nada a perder. Gostaríamos de jogar bem organizados e de marcar golos. É tudo o que temos a dizer sobre os nossos planos", começou por explicar Bernd Storck.

Questionado sobre a pressão de jogar contra o Campeão Europeu em título, o técnico alemão inverteu a questão e disse que os portugueses é que têm a obrigatoriedade de mostrar porque são campeões da Europa.

"Eu penso que para todos os jogadores é um bom desafio jogar aqui contra esta equipa fantástica. Não temos muitos jogos internacionais, não somos tão experientes como os jogadores portugueses. Todos querem agarrar esta oportunidade e mostrar o que valem. Queremos fazer um bom jogo como equipa. No Europeu e nos jogos de qualificação fizemos um bom trabalho. Eles [jogadores húngaros] têm de aprender com este jogo e aproveitar este estádio fantastico", disse Bernd Storck.

"Não temos nada a perder, queremos jogar um bom jogo. O título de Portugal não nos coloca pressão, mas sim na seleção portuguesa. E eles têm de mostrar que são os melhores da Europa. Temos jogadores fantásticos, uma boa equipa e queremos mostrar isso com um bom jogo", atirou Bernd Storck.

"Quanto ao jogo [do Euro2016] e a forma como jogámos, abordámos tanto os aspectos positivos como negativos. O que é importante para nós é o que podemos aprender com essa experiência. Jogamos fora, não é um campo neutro pois jogamos em casa do adversário e por isso é um jogo diferente", frisou o técnico da Hungria.

"Nós educamos a nossa equipa da melhor maneira, para preparar a equipa para o melhor. Os jogadores têm de fazer o seu trabalho de casa e eles têm de fazer isso. Eu vi na última semana, eles prepararam-se bem, trabalharam bem. Não procuramos desculpas. Efetivamente, os convocados da selecão portuguesa tem mais jogos internacionais, mais palcos internacionais, não podemos dizer o mesmo dos húngaros, mas não queremos arranjar desculpas. Queremos fazer o nosso melhor amanhã e depois logo se vê", acrescentou.

A Hungria defronta Portugal na terceira posição da qualificação para o Mundial de 2018, e em caso de derrota poderá comprometer as aspirações de marcar presença na Rússia. Questionado sobre essa possibilidade, Bernd Storck afirmou apenas que conhece a realidade e que a Hungria tem plena noção das probabilidades de garantir o apuramento.

"Como era a situação antes da qualificação? Quando chegámos ao grupo sabíamos que não éramos favoritos. Sabíamos as hipóteses que tínhamos de qualificação. A situação é igual agora. No entanto, Tentamos fazer o nosso máximo para nos qualificarmos. Temos dois pontos abaixo de Portugal e temos de fazer o nosso melhor para fazer um bom jogo e quando nos queremos qualificar, temos de ter sucesso. Naturalmente seria óptimo juntar pontos mas sabemos quais as probabilidades para ir à Russia.

Conteúdo publicado por Sportinforma