Aeroporto C. Ronaldo

29-03-2017 11:41

Marcelo: "Uma escolha excecional para uma pessoa excecional"

Presidente da República enalteceu papel de Ronaldo na divulgação do nome da Madeira e de Portugal no Mundo.
Marcelo Rebelo de Sousa na cerimónia de homenagem a Ronaldo
Foto: Lusa

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa,

Por SAPO Desporto sapodesporto@sapo.pt

Marcelo Rebelo de Sousa foi um dos presentes na cerimónia de atribuição do nome de Cristiano Ronaldo ao Aeroporto Internacional da Madeira, que decorreu esta manhã. No seu discurso, o Presidente da República enalteceu o papel do internacional português, "admirado por milhões de portugueses e também por milhões de estrangeiros" espalhados pelo Mundo.

"Cristiano Ronaldo é um exemplo de excelência a título individual, como melhor jogador do mundo, e a título coletivo, como capitão da Seleção campeã da europa. Essa excelência alimenta o nosso orgulho. Ronaldo projeta a Madeira e projeta Portugal", referiu Marcelo Rebelo de Sousa.

Na opinião do Presidente da República, "celebrar esta evidência e afirmá-la para bem da internacionalização [de Portugal] e da plataforma entre culturas, civilizações, continentes e oceanos não só faz sentido como serve o interesse nacional".

O chefe do Estado português enalteceu ainda a escolha "arriscada e corajosa" de atribuir o nome de uma personalidade como Ronaldo a uma obra pública ainda em vida, salientando que "muita gente prefere atribuir a obras desta envergadura o nome de personalidades que já não pertencem ao mundo dos vivos, cujo percurso inteiro pode ser avaliado com distância e menor peso das inclinações de cada momento".

"Esta escolha [mudança do nome do aeroporto] foi arriscada e por isso corajosa, não é por acaso que se atribui grandes obras a pessoas que já cá não estão. Neste caso, a escolha foi feita a saber destes riscos, que a homenagem era merecida e a gratidão era devida, certamente a pensar em duas razões determinantes: a responsabilidade de Cristiano Ronaldo e a confiança ilimitada que a Madeira e todo o Portugal nele depositam", acrescentou.

"Este grande atleta e grande homem vai viver com a constante ligação às suas raízes, que nos habitámos a admirar nos primeiros 32 anos da sua vida. Será sempre assim, mesmo quando não entrar em nenhum relvado. A Madeira e Portugal confiam ilimitadamente nele. Será sempre um exemplo. Esta é uma escolha excecional para uma pessoa excecional que nunca nos desiludirá", finalizou

Conteúdo publicado por Sportinforma