Seleção

13-06-2017 14:28

Danilo: "Não vamos pensar que o Europeu foi o topo"

A estreia de Portugal na Taça das Confederações vai ocorrer apenas no domingo, diante da seleção do México, contra quem Danilo irá até reencontrar dois colegas seus do FC Porto: Herrera e Layún
Conferência de imprensa com Danilo

Conferência de imprensa com Danilo

Por SAPO Desporto c/ Lusa sapodesporto@sapo.pt

O médio Danilo vincou hoje a ambição da seleção portuguesa de futebol para a participação na Taça das Confederações e defendeu que os jogadores devem pensar que é possível superar o título europeu conquistado em França.

Na conferência de imprensa realizada esta terça-feira na Cidade do Futebol, em Oeiras, o internacional luso manifestou a necessidade de se virar a página sobre o êxito no Euro2016 e "pensar nas competições seguintes".

"Não acho que haja algo a provar, mas há sempre algo a superar. Temos de pensar nas competições seguintes e esta é a seguinte. Vamos encará-la com máxima ambição e não pensar que o Europeu foi o topo das nossas carreiras, que há algo mais e melhor no futuro", declarou.

Todavia, o estatuto de campeão europeu não levou Danilo a considerar Portugal como favorito à vitória na prova que arranca no próximo sábado, na Rússia.

"Como favorito não digo, mas com grande ambição de fazer uma grande competição. Penso que vamos para lá para competir e tentar ganhar, mas não posso dizer que somos favoritos", explicou, afiançando ainda que "o objetivo é ficar em primeiro lugar do grupo", superando Rússia, México e Nova Zelândia, e, assim, "estar nas meias-finais".

A estreia de Portugal nesta competição vai ocorrer apenas no domingo, diante da seleção do México, contra quem o médio português irá até reencontrar dois colegas seus do FC Porto: Herrera e Layún. Danilo não poupa elogios aos mexicanos.

"Sem dúvida que no começo de uma fase de grupos é sempre importante ganhar para estarmos mais próximos das meias-finais. O México vai entrar com muita ambição. É uma equipa aguerrida e com muitos jogadores que jogam na Europa. Não vai ser fácil, mas temos de estar preparados", disse.

Por outro lado, Danilo revelou também estar disponível para jogar no lugar de Pepe, no caso de o central não recuperar a 100 por cento dos problemas físicos que o têm limitado no arranque da preparação, e que vai dar o "máximo" para ser opção para o selecionador Fernando Santos, depois de ter sido preterido em relação a William Carvalho na vitória (3-0) sobre a Letónia.

A notícia da acusação de fraude fiscal a Cristiano Ronaldo por parte da justiça espanhola foi igualmente abordada na conferência de imprensa, mas Danilo assegurou que o ‘capitão’ da equipa das quinas não pareceu afetado: "Não faço ideia se ele sabe que foi acusado, não falámos sobre isso no balneário, mas, pelo seu ar, está muito bem”.

A terminar, o médio do FC Porto deu ainda os "parabéns" a Sérgio Conceição pela oficialização como novo treinador dos ‘dragões’, bem como a André Silva, que deixou de ser seu companheiro nos ‘azuis e brancos’ para rumar ao AC Milan.

A seleção volta a treinar quarta-feira, na Cidade do Futebol, em Oeiras, naquela que será a última sessão de trabalho em solo nacional. Depois, segue-se a partida da comitiva para a Rússia e o arranque da Taça das Confederações.

Conteúdo publicado por Sportinforma