Taça Confederações

18-06-2017 14:25

Cristiano Ronaldo parte hoje à procura de um título inédito

A seleção nacional, que vai competir na Taça das Confederações com o estatuto de campeã europeia, estreia-se no domingo perante o México, em Kazan.
Latvia vs Portugal
Foto: Lusa

Cristiano Ronaldo celebra um golo

Por SAPO Desporto c/ Lusa sapodesporto@sapo.pt

A conquista da Taça das Confederações de futebol pode ser a ‘cereja no topo do bolo’ da época de Cristiano Ronaldo, que voltou a somar títulos e novos recordes com Portugal e com o Real Madrid.

Só uma tragédia poderá impedir o avançado português de alcançar pela quinta vez o prémio de melhor jogador do mundo (e igualar o eterno rival Messi), depois da conquista da Liga dos Campeões, pelo segundo ano consecutivo, e do campeonato espanhol, algo que já fugia desde 2012.

A juntar a tudo isto, Ronaldo ajudou o Real Madrid a conquistar ainda o Mundial de clubes e a Supertaça europeia, numa época recheada de títulos para os ‘merengues'.

A nível de golos, Ronaldo chegou ‘apenas' aos 42 em todas as competições, pondo fim a um registo de seis temporadas seguidas acima dos 50, mas foi determinante em alturas cruciais como, por exemplo, na fase a eliminar da Liga dos Campeões.

A partir dos quartos de final, o jogador de 32 anos voltou a afinar pontaria e fez um total de 10 tentos, incluindo os dois marcados na final frente à Juventus (4-1), em Cardiff.

Ronaldo sagrou-se no melhor marcador da prova com 12 golos, mais um do que Messi, e tornou-se no primeiro jogador de sempre a ultrapassar a fasquia dos 100 na mais importante prova europeia de clubes.

No campeonato, o português apontou 25 golos, cinco dos quais nas últimas quatro jornadas da prova, altura em que o Real Madrid estava proibido de perder pontos devido à aproximação do FC Barcelona.

Com a camisola da seleção nacional, Ronaldo já leva 11 golos na fase de qualificação para o Mundial2018, tendo assinado o seu primeiro ‘poker' por Portugal em outubro do ano passado, na goleada sobre Andorra (6-0).

Após o ‘bis' da última sexta-feira na Letónia (3-0), em jogo de apuramento para o Campeonato do Mundo, o avançado chegou 73 golos pelo seu país e passou a ser o terceiro melhor goleador de sempre de seleções europeias. Só os lendários Ferenc Puskas, com 84, e Kocsis, com 75, estão à frente do português.

A seleção nacional, que vai competir na Taça das Confederações com o estatuto de campeã europeia, estreia-se no domingo perante o México, em Kazan.

A formação lusa, que está incluída no Grupo A, defronta na segunda jornada a anfitriã Rússia, a 21 de junho, em Moscovo, e fecha o agrupamento a 24 perante a Nova Zelândia, em São Petersburgo.

A Taça das Confederações, prova que serve de teste para o Mundial2018, que vai acontecer igualmente na Rússia, termina a 02 de julho.

*artigo originalmente publicado no dia 14 de junho, às 12h34

Conteúdo publicado por Sportinforma