Taça das Confederações

26-06-2017 09:09

Pizzi destaca qualidade do Chile

Equipa sul-americana vai enfrentar Portugal nas meias-finais da prova.
Pizzi durante um treino da seleção nacional de Portugal em Kazan, Rússia
Foto: EPA/Mário Cruz

Pizzi, jogador português

Por SAPO Desporto c/Lusa sapodesporto@sapo.pt

O médio Pizzi afirmou hoje que, nas meias-finais da Taça das Confederações de futebol, Portugal vai defrontar uma das seleções favoritas à vitória na competição e classificou o Chile de equipa de "grande qualidade".

"Vamos defrontar uma das seleções favoritas à vitória. Sabemos das dificuldades que nos vão apresentar. Precisamos de preparar bem esse jogo, sabendo que vamos ter pela frente um adversário muito complicado. O Chile venceu a Copa América e está a demonstrar que tem grande qualidade", afirmou Luis Miguel Afonso Fernandes, mais conhecido por Pizzi.

O médio falava aos jornalistas em conferência de imprensa, minutos antes de mais um treino de Portugal, desta vez em São Petersburgo, na Rússia, no pequeno complexo de Turbostroitel.

"O Chile tem excelentes jogadores. Temos que estar preparados. Temos feito uma excelente Taça das Confederações e queremos dar continuidade a isso. Respeitamos ao máximo o nosso adversário, mas temos o objetivo de vencer e estar na final", reforçou o jogador de 27 anos.

Apesar de ter atuado, até agora, apenas 45 minutos em toda a prova, Pizzi defendeu que, neste momento, uma boa recuperação "física e mental" entre os jogos poderá ser determinante para Portugal alcançar o troféu na Rússia.

"Se calhar é mais importante que o treino em si. Alguns jogadores chegaram aqui com mais de 40 jogos nas pernas. É preciso fazer uma boa recuperação a nível físico, mas também a nível psicológico", considerou o médio formado no Bragança.

Pizzi, que tem oito jogos e dois golos pela seleção nacional, abordou ainda o último jogo com a Nova Zelândia (4-0) e o estado do relvado do Estádio Krestovsky, em São Petersburgo, situação que está a levantar alguma polémica na Rússia, visto que vai ser o palco da final.

"O relvado não estava em ótimas condições. Toda gente viu isso. Mas nós temos que estar preparados para esse tipo de coisas. Gostaríamos que o relvado estivesse melhor, ainda mais numa competição desde tipo, mas a verdade é que no próximo domingo queremos voltar a lá estar", disse.

Após o treino, a comitiva portuguesa viaja até Kazan, onde na quarta-feira defronta o Chile, no primeiro jogo das meias-finais da Taça das Confederações.

A partida vai decorrer na Arena Kazan e tem início agendado para as 21:00 (19:00 horas de Lisboa).

Conteúdo publicado por Sportinforma