Jorge Jesus

07-05-2014 23:53

"Benfica venceu esta competição sem sofrer um golo"

Técnico encarnado realçou o facto do Benfica não ter sofrido qualquer golo na Taça da Liga 2013/2014.

Por Eduardo Santiago sapodesporto@sapo.pt

O treinador do Benfica, Jorge Jesus, destacou a importância de vencer mais um troféu esta época depois da conquista do campeonato nacional, e realçou o facto dos encarnados terem vencido a edição da Taça da Liga 2013/2014 sem sofrer um único golo.

"É verdade foi mais uma decisão, o segundo título, mas o grande título foi o primeiro, e hoje vencemos com toda a justiça uma boa equipa num bom jogo. O Rio Ave apresentou-se bem preparado a tentar surpreender, só que o Oblak fez uma grande defesa. O Benfica está muito habituado a estar em decisões à procura dos seus melhores momentos e acabou por fazer o seu primeiro golo. Na segunda parte mudamos alguma coisa em termos de posicionamento no meio campo e acabou por ser mais difícil ao Rio Ave parar a nossa iniciativas, e por aquilo que eles fizeram estão de parabéns, mas ainda mais os jogadores do Benfica que estavam muito conscientes de jogar uma final. Na cabine disse aos jogadores do Benfica “hoje não posso dizer que é jogo a jogo hoje tenho de dizer que é uma final. O Rio Ave demonstrou que tem uma excelente equipa, bons jogadores, seguramente que vai perder jogadores para o ano e vai ser outra final muito disputada e estamos preparados como estivemos para esta final. Em relação a esta final, o Benfica venceu sem sofrer um golo", disse Jorge Jesus na conferência de imprensa após o jogo com o Rio Ave.

Questionado sobre a importância desta conquista para o próximo desafio na Liga Europa, Jorge Jesus assumiu que vai fazer rotatividade no Dragão para o campeonato e considerou que frente ao Sevilha não há favoritos antecipados.

"O Benfica eliminou dois adversários com prestigio muito grande (Tottenham e Juventus) e que tinham o objetivo de chegar à final, e quando chegas à final não há favoritos antecipados. Uma final tem requisitos muito especiais, nem sempre a equipa mais forte ganha as finais e num jogo muita coisa pode acontecer. Frente ao Sevilha somos tão favoritos como aqui frente ao Rio Ave", começou por comentar Jorge Jesus.

"Não se consegue chegar até às finais se não tivermos um plantel com quantidade e qualidade e sem fazer a rotatividade que temos feito. Há fatores que vocês não conseguem distinguir porque é que joga determinado jogador em detrimento de outro. Não é só a condição física do jogador, é preciso saber o risco de lesão e isso é um trabalho que eu quero agradecer ao departamento clínico do Benfica que é um trabalho científico. Tem haver com o grau de momento de risco ou não. O nosso jogo nas Antas, vai ser um jogo em que nós vamos dar alguns minutos de jogo a jogadores da equipa B para podermos jogar em Turim com jogadores sem ter o limite de risco de lesão.

Já sobre o facto da Taça da Liga ser uma competição onde o atual treinador do Benfica foi mais feliz, Jorge Jesus garante que não há "nenhum carinho especial pela competição"

"Aconteceu, é uma competição em que temos tido um percurso muito interessante, não porque nós coloquemos o foco nesta competição, mas é verdade que nos meus cinco anos já ganhamos quatro vezes, mas não significa que tenha mais carinho por esta competição, aconteceu", sentenciou Jorge Jesus.