Taça da Liga

14-01-2015 21:59

Belenenses e Setúbal empatam no Restelo

As duas formações empataram a duas bolas, em partida referente à Taça da Liga.
Deyverson e Vinicius
Foto: JOÃO RELVAS / LUSA

Deyverson e Vinicius disputam a bola.

Por SAPO Desporto c/ Lusa sapodesporto@sapo.pt

Belenenses e Vitória de Setúbal empataram esta quarta-feira a duas bolas no estádio do Restelo, em jogo da Taça da Liga que claramente não foi prioritário para nenhuma das duas equipas.

Com Sporting e Vitória de Guimarães a serem o destaque no grupo, tanto Lito Vidigal como Domingos Paciência mostraram que não "investem" na Taça da Liga e optaram por dar descanso a mais de metade dos jogadores utilizados no fim de semana, na I Liga.

Ainda assim, estiveram melhor os setubalenses, mais ativos logo desde os primeiros minutos e a chegar ao intervalo com uma vantagem justa, por 2-1.


O jogo, vivo mas sem grande qualidade técnica, foi mais intenso na primeira parte, já que na segunda foi clara a intenção sadina de segurar a vantagem, o que acabou por não conseguir.


Miguel Rosa, deixado no banco belenense de início, acabou por salvar a equipa da casa da derrota, já aos 82 minutos, numa jogada em que também interveio Fábio Sturgeon - outro titular habitual e hoje poupado na primeira hora de jogo.


Na primeira parte, o quadro começou a ficar ‘negro’ para o Belenenses aos 19 minutos, quando Matt Jones fez penalti sobre Lupeta. Paulo Tavares converteu, com Matt Jones a lançar-se para o lado certo e a quase defender o remate.

Na melhor fase do encontro, o marcador alterou-se mais duas vezes, em apenas cinco minutos: primeiro com o empate de Camara, aos 24, e depois com o cabeceamento de Miguel Lourenço, a fazer a bola sobrevoar Matt Jones.

Já em tempo de descontos finais, o Belenenses teve grande ocasião para chegar a uma vitória injusta, mas Fábio Nunes não conseguiu evitar a defesa de Lukas Raeder.

Empate certo, pela forma como o Vitória de Setúbal se apresentou na primeira parte e pela reação do Belenenses, após a tripla substituição, aos 64 minutos.

Conteúdo publicado por Sportinforma