Análise do Vizela 2-3 Sporting

18-12-2014 07:30

Duas "talochadas" acordaram o "leão" para a vitória

O Sporting venceu o Vizela por 3-2 e está nos quartos-de-final da Taça de Portugal.
Sporting elimina Vizela da Taça de Portugal
Foto: Lusa

Sporting elimina Vizela da Taça de Portugal

Por Evandro Delgado sapodesporto@sapo.pt

A passagem do Sporting aos quartos-de-final da Taça de Portugal foi tudo menos fácil. Marco Silva esperar construir uma boa vantagem face a formação do Campeonato Nacional de Seniores para depois dar minutos aos jogadores menos utilizados. Fininho e Talocha tinham outros planos e obrigaram o "leão" a sofrer e muito. Entrada sonolenta e desatenção nas bolas paradas podiam ter saído caros.

Marco Silva tinha pedido uma reação à equipa, depois do empate com o Moreirense em casa. Uma atitude que passaria por vencer e convencer, depois do pior jogo da época. Mas não foi o que se viu no Comendador Martins de Oliveira Freitas, casa do Moreirense mas emprestada ao Vizela.

Na conferência de imprensa, Marco Silva criticou a atitude sonolenta da sua equipa nos primeiros minutos, que permitiram ao Vizela criar perigo e acreditar que poderia eliminar o Sporting. A turma de Emanuel Simões fez uma grande primeira parte, saiu sempre bem, com critério e incomodou muito os “leões”, principalmente pelo extremo Fininho, jogador que já representou o Sporting... no futsal mas que agora joga futebol de onze.

Na primeira parte marcaram-se quatro golos. O primeiro por André Martins, na transformação de uma grande penalidade que só o árbitro Nuno Almeida viu. A bola, rematada por Montero, bate no ombro do jogador do Vizela, que até tinha o braço colado ao corpo. Erro do árbitro, aos 34 minutos. Resposta pronta do Vizela por Talocha: livre de Fininho para a área, Boeck larga a bola e Talocha encosta para golo, aos 37. A resposta do "leão" veio da cabeça de Paulo Oliveira no minuto seguinte, após um livre lateral. E nos descontos, Talocha voltou a pôr a nu as fragilidades defensivas do Sporting no jogo área, fazendo o 2-2 após canto de Fininho.

Marco Silva deve ter dado um raspanete aos seus jogadores ao intervalo. Os "leões" voltaram com outra atitude e marcaram logo aos 56 minutos por Mané, desviando à boca da baliza um primeiro toque de Carrillo.

É verdade que até ao final, houve mais oportunidades de golo para a turma de Alvalade. Mané, Tanaka e João Mário poderiam ter acabado com o sofrimento mais cedo mas falharam. O Vizela "rebentou" no segundo tempo e não conseguiu acompanhar o ritmo do Sporting. Mesmo assim poderia ter feito o terceiro antes do 3-2 do Sporting, mas Rafinha, isolado, perdeu no duelo com Boeck. Mais tarde foi Luis Ferraz a rematar à barra de Marcelo Boeck, na sequência de um livre, aos 69.

Acabava aqui a resposta do Vizela que, até a final, tentou apostar tudo nas bolas paradas, mas sem sucesso.

A equipa do Campeonato Nacional de Seniores pode estar orgulhosa com a sua exibição. O Vizela jogou de igual para igual com o Sporting, como prometeu o seu treinador, e valorizou o espetáculo. Cai nos oitavos-de-final da Taça de Portugal mas cai de pé, mostrando que há bons jogadores no Campeonato Nacional de Seniores. Já Marco Silva não gostou da atitude da sua equipa, como expressou em conferência de imprensa. A tão desejada resposta após o empate com o Moreirense terá de ser dado na Choupana, frente ao Nacional.

Veja o resumo do jogo

As melhores imagens do encontro

Conteúdo publicado por Sportinforma