Taça de Portugal

01-03-2017 12:17

No Berço, disputa-se a primeira batalha para a viagem ao Jamor

Vitória de Guimarães vai receber o Desportivo de Chaves na primeira mão das meias-finais.
Taça de Portugal.jpg

Meia-final da Taça disputa-se a duas mãos

Por José Rafael Lopes sapodesporto@sapo.pt

Com o Jamor a apenas uma eliminatória de distância, Vitória de Guimarães e Desportivo de Chaves vão entrar em campo no D. Afonso Henriques a pensar no jogo decisivo no Jamor. Na cidade do ‘berço’, as duas equipas vão disputar a primeira mão das meias-finais da competição.

A jogar em casa, os ‘vimaranenses’ podem contar com o fator público. No D. Afonso Henriques, tendo em conta a importância do encontro, são esperados cerca de 20 mil pessoas nas bancadas a apoiar a equipa de Pedro Martins.

Já no relvado, o técnico sabe que vai poder voltar a contar com Raphinha. O extremo brasileiro cumpriu castigo e regressou às opções. Apesar de ser um jogo de Taça de Portugal, não são esperadas grandes alterações para o jogo com os ‘flavienses’.

Com efeito, os ‘vimaranenses’ devem apostar num onze semelhante àquele que bateu o Moreirense na Primeira Liga onde Marega e Hernâni jogam pelas alas com Rafael Martins a surgir como a principal referência ofensiva. No setor defensivo, O quarteto da defesa também não deverá sofrer alterações. Bruno Gaspar, Josué, Pedro Henrique e Konan devem alinhar frente à baliza defendida por Miguel Silva.

Do lado do Chaves também não são esperadas mudanças no esquema tático nem nas opções que vão entrar em campo. Ricardo Soares sabe a importância do encontro e deve apostar em não fazer grandes alterações. Na deslocação a Guimarães, Vukcevic e William são as únicas ausências e não podem jogar devido a lesão.

Apesar de não poder contar com ambos os jogadores, Ricardo Soares pode voltar a apostar em Ponck. O defesa cabo-verdiano já foi decisivo na Taça de Portugal – marcou o golo que eliminou o Sporting nos quartos-de-final – e regressa às escolhas do técnico português para a primeira mão da Taça de Portugal.

Treinadores preparam jogos complicados com ‘olho’ no Jamor

Com foco na preparação para o jogo da primeira mão da meia-final, ambos os treinadores revelaram que não esperam facilidades no jogo entre as duas equipas. Pedro Martins joga em casa e deu o mote para os seus jogadores: Vencer e não sofrer golos frente ao Chaves.

“O primeiro objetivo é vencer este jogo, o segundo, visto que este jogo é de 180 minutos, onde vai haver muitos equilíbrios, é não sofrer golos. Estes são jogos com características especiais, onde todos os detalhes têm de ser focados”. (saiba mais)

Já Ricardo Soares, “sonha” com o Jamor e garante que não está sozinho na demanda de voltar ao palco da final da Taça de Portugal. No entanto, o caminho tem um duro obstáculo pela frente.

“Quase toda a gente sonha atingir o Jamor. Em 100 pessoas envolvidas no futebol as 100 querem chegar à final. Não é só a cidade de Chaves, há toda uma região a apoiar este clube e queremos que assim continue. É um jogo de grande equilíbrio, com duas equipas muito fortes e que vai ser discutido a palmo", afirmou na conferência de antevisão do jogo. (saiba mais)

No caminho para a final, o Vitória de Guimarães já sabe o que é levantar o troféu. Os ‘vimaranenses’ bateram o Benfica para conquistar a única Taça de Portugal na sua história. Em 2012/13, os ‘encarnados’ até estiveram na frente com um golo de Gaitán aos 30 minutos, mas Soudani e Ricardo Pereira, nos últimos 10 minutos, deram a volta ao resultado. Destaque ainda para Rui Vitória que era o técnico dos ‘vimaranenses’.

Recorde a única final da Taça de Portugal ganha pelo Vitória de Guimarães:

Do lado do Desportivo de Chaves, chegar ao Jamor não seria uma novidade para os ‘flavienses’ que já estiveram na final numa ocasião. Em 2010, a equipa de Chaves enfrentou o FC Porto no derradeiro jogo e saiu derrotada por 2-1. A formação que se bateu com os ‘dragões’ chegou ao encontro proveniente da Segunda Liga e já com destino traçado no segundo escalão: O Desportivo de Chaves acabou de descer para a terceira divisão.

Em 2016/17, a história é bem diferente. A equipa orientada por Jorge Simão (no início da temporada)/Ricardo Soares voltou a chegar à Primeira Liga e está bastante confortável no campeonato. Na Taça de Portugal tem sido a equipa sensação depois de ter eliminado FC Porto e Sporting no percurso até às meias-finais.

O encontro entre Vitória de Guimarães e Desportivo de Chaves está marcado para esta quarta-feira. No Estádio D. Afonso Henriques está em jogo a primeira mão das meias-finais da Taça de Portugal. Em 180 minutos de futebol decide-se quem vai marcar presença no Estádio do Jamor para competir pelo troféu.

Conteúdo publicado por Sportinforma