Desportivo Chaves

04-04-2017 22:35

Ricardo Soares: "Falhar um penalti no fim...não há palavras"

O Despotivo de Chaves venceu o Vitória de Guimarães por 3-1, mas acabou eliminado da Taça de Portugal.
Ricardo Soares dá indicações durante um jogo do Desportivo de Chaves
Foto: Paulo Sarmento Costa

Ricardo Soares dá indicações durante um jogo do Desportivo de Chaves

Por SAPO Desporto sapodesporto@sapo.pt

O Vitória de Guimarães apurou-se hoje para a final da Taça de Portugal em futebol, apesar de ter perdido em casa do Desportivo de Chaves por 3-1, em jogo da segunda mão das meias-finais.

Os flavienses ainda chegaram a anular a desvantagem de 2-0 trazida da primeira mão e chegaram aos 3-0, com golos de Perdigão (01 minuto), Bressan (33) e Nuno André Coelho (63), mas os vimaranenses estiveram pouco tempo em desvantagem na eliminatória, com Marega a reduzir para 3-1 dois minutos depois (65), colocando a sua equipa em vantagem devido aos golos marcados fora.

"O Desportivo de Chaves foi melhor...falhar uma grande penalidade no fim...não há palavras para explicar. Entrámos cedo no jogo e vamos para intervalo a ganhar 2-0. Fizemos o terceiro golo e depois levamos com um balde de água fria. Estes jogadores mereciam ir à final, mas o futebol é assim e vamos pensar no próximo jogo", afirmou o treinador do Desportivo de Chaves, Ricardo Soares, em declarações à Sport TV.

Na final, o Vitória, que viu ainda o seu guarda-redes Douglas defender uma grande penalidade nos instantes finais da partida, vai defrontar o vencedor da eliminatória entre Benfica e Estoril-Praia, cuja segunda mão se disputa na quarta-feira no estádio da Luz, e na qual os 'encarnados' estão em vantagem, depois de terem vencido na primeira mão por 2-1.

Veja o vídeo!

Conteúdo publicado por Sportinforma