Benfica

27-05-2017 19:17

Rui Vitória: "É importante transmitir a essência deste jogo"

O Benfica defronta o Vitória de Guimarães no Estádio do Jamor para a final da Taça de Portugal num jogo que irá ter muitos jogadores estrangeiros em campo.
O técnico encarnado fez a antevisão da final da Taça de Portugal

O técnico encarnado fez a antevisão da final da Taça de Portugal

Por Eduardo Santiago sapodesporto@sapo.pt

O treinador do Benfica revelou que todos os detalhes em relação à final da Taça de Portugal foram estudados com os jogadores, nomeadamente o contexto específico de jogar no Estádio do Jamor. Na conferência de imprensa de antevisão do jogo com o Vitória de Guimarães, Rui Vitória falou da importância de transmitir aos jogadores estrangeiros a 'essência' da 'festa da Taça' e de todo o carácter folclórico que este tipo de jogo envolve.

"Há de forma clara. É importante transmitir a essência deste jogo. É como nós, se formos para outro país qualquer mais longínquo se calhar não entendemos a riqueza cultural que esse país tem. Nós temos que transmitir isso mesmo. Eu tenho esse cuidado, não só eu mas todo o clube. É fundamental passar este sentimento, do que é jogar neste estádio, o que as pessoas fazem para cá vir, a envolvencia que tem, no final de uma época. É quase um jogo de paz. Transmite-se isso aos jogadores para que possam acrescentar mais alguma coisa", disse Rui Vitória.

Questionado sobre que equipa iria apresentar no Jamor, Rui Vitória lembrou que em mais de cinquenta jogos oficiais nunca revelou o onze inicial, e que por isso não o iria fazer no último jogo.

"Não vou estar a apresentar a equipa. Há 15 dias jogámos o que era uma final para nós, amanhã vamos jogar outra. Às vezes cria-se a sensação nos jogadores de que já cá chegámos e que agora vamos desfrutar do momento. Uma final é um momento único e tem que ser vivido com grande intensidade. Foi essa altura que ficou no livro. Eu gosto mais de desfrutar do resultado, se for possível, do que do jogo", disse Rui Vitória.

Questionado sobre a possibilidade de Pedro Martins ser favorito para o jogo de amanhã caso lê-se o livro que o técnico do Benfica publicou quando conquistou a Taça de Portugal pelo Vitória de Guimarães diante do emblema da Luz, Rui Vitória frisou que se tratam de contextos diferentes.

"Uma pergunta gira. Acho que essas coisas não se podem olhar assim. Os contextos são diferentes. Isso às vezes faz-me ir a questões como as questões de treino... o que é que interessa copiar os exercícios de alguém se os jogadores são outros? O contexto é outro. Não serve de nada. Repetir o que foi feito...será que os plantéis são os mesmos, a envolvência é a mesma? Isso será o Pedro a decidir, e falo à vontade porque a nossa relação é boa. Da nossa parte eu sei o que é estar de um lado e do outro. Agora o Pedro...tem muita experiência, está muito habituado a este tipo de jogos, como jogador e treinador, portanto saberá o que quer fazer", frisou Rui Vitória.

Sobre o adversário, Rui Vitória elogiou a equipa de Pedro Martins, mas garantiu que o seu plantel vai fazer de tudo para vencer último troféu da época, e que o último jogo para o campeonato, que terminou com uma goleada por 5-0 sobre os vimaranenses, não irá ter qualquer peso no desafio de amanhã.

"Mesmo que jogássemos no dia a seguir seria diferente, não há jogos iguais. É um contexto diferente. Basta um jogador acordar mais bem-disposto ou mal-disposto para que as coisas sejam diferentes. Vamos jogar contra o quarto classificado do nosso campeonato, que fez uma campanha muito boa nesta competição, que vai jogar aqui com uma ambição muito grande. Vai encontrar uma equipa forte, com uma massa adepta fantástica. Queremos um bom jogo, que as massas adeptas se respeitem e que no final ganhemos nós, naturalmente", sentenciou Rui Vitória.

O jogo entre Benfica e Vitória de Guimarães está agendado para domingo às 17h15 no Estádio do Jamor.

Conteúdo publicado por Sportinforma