Paulo Fernandes

25-03-2013 07:30

«Fui mais vítima do que réu»

Ex-treinador do Benfica diz que Luís Filipe Vieira defendeu o seu trabalho mesmo na hora da despedida.
«Fui mais vítima do que réu»

Por SAPO Desporto sapodesporto@sapo.pt

Paulo Fernandes disse em declarações à Bola TV que Luís Filipe Vieira foi um dos seus grandes apoios enquanto orientou a equipa de futsal do Benfica e que esse apoio se manteve mesmo na hora em que ficou decidido que seria afastado do comando técnico dos encarnados.

«Na sexta-feira tive uma reunião com Luís Filipe Vieira, a quem agradeço o apoio que me deu. Três semanas antes foi o vice-presidente que me defendeu. Afirmar que fui mais vítima do que réu neste processo foi a melhor prova que podia ter recebido de que a derrota com o Olivais foi o despoletar de uma situação que já vinha acontecendo. Tenho uma carreira de que me orgulho e por onde passo deixo a porta aberta. Não é um funcionário que me diz isto, é a esfera mais alta», afirmou o treinador.

«Um ciclo fechou-se mas a minha carreira continua, muita coisa ainda se vai saber e aí as ilações serão diferentes. Alguns jogadores ficaram surpreendidos, outros nem tanto. Mas não acredito que alguém fizesse de propósito para que fosse demitido», concluiu.

Conteúdo publicado por Sportinforma