Mundial de Futsal

08-09-2016 19:41

Ricardinho: "A equipa está preparada"

O craque português garante que os índices físicos da equipa "estão melhores".
UEFA Futsal EURO 2016
Foto: Lusa

Ricardinho é uma das armas da seleção nacional de futsal

Por SAPO Desporto c/ Lusa sapodesporto@sapo.pt

Ricardinho diz que a seleção portuguesa de futsal está preparada para o pontapé de saída do Mundial2016, que se disputa em Cali, na Colômbia, e que agora “é meter tudo em campo, suar, correr e acreditar”. “A equipa está preparada e cada vez mais a assimilar o que é pretendido pela equipa técnica. Agora é meter tudo o que temos dentro de campo, suar, correr, acreditar no que temos feito e que no final o resultado seja positivo”, disse o jogador português, citado pela Federação Portuguesa de Futebol.

O primeiro teste à equipa portuguesa é precisamente frente à Colômbia, país anfitrião, no sábado (madrugada de domingo em Portugal continental) e Ricardinho espera uma seleção forte e empenhada: “Todos os olhos vão estar em cima de nós. Acima de tudo, temos de ser sérios, acreditar no que temos feito. Agora já não há volta a dar. Não podemos mudar nada. Estamos a dois dias de começar”.

Depois de uma pré-temporada diferente do normal, Ricardinho afirmou que “os índices físicos estão melhores” e disse que os jogadores estão com muita vontade começar o Mundial, considerando que vai ser fantástico jogar com a equipa da casa.

Eleito por três vezes melhor jogador do mundo, o jogador do Inter Movistar, de Espanha, sabe que será um dos mais visados pelos adversários, mas sente que “essa pressão é boa” e que é preciso encontro soluções para os problemas que possam surgir.

“É um pau de dois bicos. Pode ser muito bom, porque as equipas nos respeitam, como pode ser menos bom pelo facto de as outras seleções tentarem ganhar a quem tem o melhor. Espero que consigamos lidar com essa pressão. O que eu procuro é, cada vez que vejo jogos e observo as características dos nossos adversários, perceber onde posso ajudar a seleção, em que momento posso utilizar aquilo que tenho de melhor, as minhas armas”.

Questionado sobre a importância do ‘fator casa’ diante da Colômbia, Ricardinho não escondeu que o público dá, muitas vezes, um suplemento de energia à equipa que apoia.“Quando jogámos o Europeu em Gondomar, com o pavilhão cheio, quando já não tínhamos forças, os portugueses levantavam-nos e eu acho que isso vai acontecer aqui com a Colômbia. Fizeram um fantástico quarto lugar na Tailândia, em 2012, e agora vão querer melhorar essa classificação”, disse Ricardinho, para quem os jogadores colombianos têm “capacidades individuais extraordinárias”, embora “não sejam tão organizados em termos de equipa”.

A seleção portuguesa está em estágio, em Cali, a preparar a participação na fase final do Campeonato do Mundo, que decorrerá na Colômbia entre os dias 10 de setembro e 1 de outubro.

Portugal está incluído no grupo A do Mundial, juntamente com a Colômbia (com quem jogará no sábado, em Cali), o Panamá (terça-feira, dia 13, em Cali) e do Uzbequistão (sexta-feira, dia 16, em Medellín).

Conteúdo publicado por Sportinforma