Futsal

19-09-2016 16:54

João Matos diz que Portugal tem jogo de "tudo ou nada"

O internacional português anteviu o encontro com a Costa Rica de quarta-feira.
João Matos
Foto: PAULO CUNHA / LUSA

Portugal está a disputar o Mundial de futsal.

Por SAPO Desporto c/ Lusa sapodesporto@sapo.pt

O internacional português João Matos lembrou esta segunda-feira que Portugal só depende de si no Mundial de futsal, que decorre na Colômbia, onde na quarta-feira tem um jogo de "tudo ou nada" frente à Costa Rica.

“Só dependemos de nós, são jogos a eliminar. É o tudo ou nada e nós temos de dar tudo até ao último segundo, a começar pelos treinos e pela fase de preparação dos oitavos de final”, afirmou o jogador do Sporting, a dois dias do embate.

Portugal, que venceu o seu grupo, encontrará um adversário que se apurou como um dos melhores terceiros classificados, com a Costa Rica a ficar atrás de Argentina e Cazaquistão, na fase de grupos.

“É uma equipa muito agressiva. Por vezes, descarateriza o jogo, o que não é bom para Portugal, mas já os defrontámos na fase de preparação, numa altura em que tínhamos apenas uma semana de trabalho e estávamos cansados. Ainda assim, conseguimos a vitória [4-3]”, lembrou João Matos, em declarações à assessoria da Federação Portuguesa de Futebol.

O internacional alertou também que os costa-riquenhos não apresentaram nesse jogo particular alguns jogadores que têm agora no Mundial, mas que a equipa portuguesa continua a ter condições para ganhar e apurar-se para os quartos de final.

Em relação ao desempenho que tem tido, João Matos considera que tem sido “competente” e que tem assistido mais vezes para golo do que é normal.

“Estou consciente e empenhado nas minhas tarefas para ajudar o coletivo sempre, que é o mais importante. O caminho é esse. Cada um de nós dar o melhor de si, das suas características e do seu potencial”, frisou.

Portugal venceu na fase de grupos o Panamá (9-0) e o Uzbequistão (5-1) e empatou com a Colômbia (1-1), terminando pela primeira vez uma fase de grupos da competição na primeira posição.

A equipa, que já viajou de Medellín para Cali, palco do jogo dos oitavos de final, não poderá contar com Pedro Cary, que sofreu uma lesão muscular na perna esquerda e está indisponível para o jogo.

O encontro está agendado para quarta-feira, às 20h00 locais (02:00 de quinta-feira em Lisboa), e o vencedor encontrará nos quartos de final o vencedor do jogo entre Tailândia e Azerbaijão.

Conteúdo publicado por Sportinforma