Golfe

15-03-2017 13:28

COI quer mais mulheres na sede do torneio de Tóquio2020

Presidente do Comité Olímpico Internacional aumentou a pressão sobre clube privado japonês, recordando que este terá de admitir mulheres.
Golfe
Foto: DR

COI apela à entrada de mais membros do sexo feminino

Por SAPO Desporto c/ Lusa sapodesporto@sapo.pt

O presidente do Comité Olímpico Internacional (COI), Thomas Bach, aumentou hoje a pressão sobre o clube privado indicado para sede do torneio de golfe de Tóquio2020, recordando que este terá de admitir mulheres.

Thomas Bach deixou claro que se o Kasumigaseki Country Club não mudar a sua política de admissão e não permitir a entrada de mulheres como membros de pleno direito, o COI procurará outro lugar para a realização do torneio olímpico de golfe.

Bach abordou a temática depois do histórico clube Muirfield, da Escócia, ter votado esta semana a admissão de mulheres como membros de pleno direito, colocando fim a uma regra que tinha 273 anos.

“Nós deixamos claro de que apenas um local que ofereça igualdade no acesso a homens e mulheres pode ser um local olímpico", disse Bach, que falava à comunicação social em Pyeongchang, cidade sul-coreana anfitriã dos Jogos Olímpicos de Inverno, em 2018.

O presidente do COI acredita que o Kasumigaseki Country Club irá “reconsiderar a sua política de admissões e passar a admitir mulheres como membros de pleno direito, caso contrário, o COI encontrará outro local para a realização do torneio de golfe”.

Conteúdo publicado por Sportinforma