Desporto

20-03-2017 16:30

Exportadores da CPLP querem levar desporto a 100 mil crianças de Cabo Verde

O desejo foi manifestado hoje à imprensa, na cidade da Praia, pelo presidente da UE-CPLP, Mário Costa.
Jogos CPLP
Foto: DR

Jogos CPLP

Por SAPO Desporto c/ Lusa sapodesporto@sapo.pt

A União de Exportadores da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (UE-CPLP) pretende implementar um projeto desportivo e educacional em Cabo Verde, esperando abranger cerca de 100 mil crianças e jovens do arquipélago.

O desejo foi manifestado hoje à imprensa, na cidade da Praia, pelo presidente da UE-CPLP, Mário Costa, depois de um encontro com o ministro do Desporto cabo-verdiano, Fernando Elísio Freire, a quem foi apresentar o projeto CPLP-Desporto.

Segundo o responsável, trata-se de um projeto que está a ser desenvolvido há três anos em Moçambique e que já envolveu seis milhões de jovens e crianças em 150 escolas de futebol.

"Sabemos que muitos jovens são motivados pelo desporto, para fazer determinado tipo de atividades, e o que queremos é, através do desporto, como futebol e atletismo, captar a atenção dos jovens para problemas como a higiene, cidadania, gravidez precoce", apontou Mário Costa.

De acordo com o dirigente, “faz todo o sentido replicar o projeto em Cabo Verde", sendo que o objetivo é levar a ideia a todos os países da CPLP, estando já a haver contactos com São Tomé e Príncipe.

Em Cabo Verde, o projeto CPLP-Desporto vai arrancar no início do próximo ano letivo, em setembro/outubro, abrangendo todas as 100 mil crianças das escolas do país.

"É um projeto bastante ambicioso e temos a convicção profunda que vai motivar muitos jovens, vai revolucionar e ocupá-los nos tempos livres e também ajudar a que desenvolvam a vertente intelectual no futuro", explicou.

A ideia, prosseguiu, é massificar a prática do desporto nas escolas, através das aulas de educação física e de outros hábitos desportivos, para conseguir o desenvolvimento dos jovens e também captação de talentos quando chegam a seniores.

"Depois de massificar todos os jovens em termos das escolas, queremos começar a promover competição, potenciar talentos, acabar com o abandono escolar, incentivar a prática desportiva”, perspetivou.

No futuro, o presidente da UE-CPLP disse que o objetivo é criar um Centro de Alto Rendimento em Cabo Verde para albergar os jovens com maior talento, para depois rumarem a clubes internacionais.

“Estamos a fazer um trabalho de base. No futuro, tudo o resto vai acontecer naturalmente, como atração de agentes desportivos, clubes, visibilidade no exterior, transmissões televisivas, porque a qualidade e o nível de crianças que vão ter oportunidade de mostrar o seu talento vai aumentar e, acima de tudo, vamos contribuir para a formação e desenvolvimento dos jovens”, referiu.

Além do Governo, Mário Costa avançou que em Cabo Verde a União de Exportadores da CPLP contará com apoio da Federação de Futebol, das associações e dos clubes.

O presidente espera contar com parcerias de outros países, como Portugal e Brasil, que, considerou, têm um futebol "mais desenvolvido e mais apurado", e garantiu que Espanha e "grandes clubes", já mostraram "bastante interesse" em aderir ao projeto.

Conteúdo publicado por Sportinforma