Rio 2016

01-08-2016 12:18

Telma Monteiro: "Depois de vencer uma lesão qualquer adversário parece bom"

Comitiva portuguesa de judo, ténis de mesa e tiro partiu esta manhã para o Rio de Janeiro, onde vai participar nos Jogos Olímpicos.
Baku 2015 European Games - Judo
Foto: Lusa

epa04818844 Telma Monteiro (white) of Portugal and Hedvig Karakas (blue) of Hungary compete in the Women's 57kg Judo Gold medal match at the Baku 2015 European Games in Azerbaijan 25 June 2015. EPA/SRDJAN SUKI

Por André Delgado sapodesporto@sapo.pt

Telma Monteiro, uma das esperanças lusas para a conquista de medalhas, não se mostra preocupada com a falta de condições no Rio, e aponta ao pódio como um dos objectivos para a prova. A judoca quer apenas fazer o melhor em cima do tapete, defendendo que o estatuto tem pouca importância nesse tipo de provas.

"Medalhas? Sei que posso conseguir num bom dia, já percebi há muito tempo que não adianta ser favorita, mais importante é deixar o meu melhor em cima do tapete e perceber que é combate a combate, com paciência e espirito de sacrifício que as coisas podem acontecer. Tenho sempre a expectativa de que posso vencer qualquer adversário. O melhor seria o pódio", afirmou esta manhã a atleta antes da partida da comitiva portuguesa para os Jogos Olímpicos.

Problemas na organização dos Jogos?

"O mais importante é haver um tapete, atletas e um pódio".

Confiança?"Já passei por tanta coisa que tudo parece acessível, obviamente que procuro o melhor resultado, esse tem sido o mesmo objetivo".Medalha que falta e a pressão de ter que ganhar?"É uma maneira de ver as coisas. Sinto que posso atingir qualquer resultado e vencer qualquer adversário. Vou lutar".

Operação recente pode condicionar participação?

"Fui operada há menos de 6 meses. Se não tivesse sido operada talvez me apresentasse numa melhor forma. Vou estar no melhor que conseguir estar e sinto que depois de vencer uma lesão qualquer adversário parece bom".

Conteúdo publicado por Sportinforma