Tóquio2020

28-11-2016 11:44

COI apela a Tóquio para mostrar "forte compromisso"

Tóquio procura meios para economizar depois de constatar que os custos podem atingir os 28 mil milhões de euros.
Shinzo Abe esteve no encerramento dos Jogos do Rio
Foto: AFP

Shinzo Abe esteve no encerramento dos Jogos do Rio

Por SAPO Desporto c/ Lusa sapodesporto@sapo.pt

O Comité Olímpico Internacional (COI) apelou hoje a Tóquio para que mostre um “forte compromisso” no sucesso dos Jogos de 2020, num momento em que os elevados custos têm prejudicado a organização.

“A organização dos Jogos Olímpicos é um processo intenso que necessita de criatividade, disciplina e colaboração de múltiplas pessoas e partes interessadas”, salientou o presidente do COI, Thomas Bach.

O dirigente, que falou numa mensagem de vídeo, tendo como destinatária a organização de Tóquio, frisou que é preciso um “compromisso forte”.

Em Tóquio estão reunidos altos responsáveis do COI, organizadores dos anteriores Jogos, no Rio de Janeiro, de Tóquio, bem como responsáveis das organizações dos próximos Jogos de Inverno de 2018, em Pyeongchang, Coreia do Sul, e de Pequim, em 2022.

Na reunião, à qual foi dirigida a mensagem vídeo de Thomas Bach, encontravam-se também a governadora de Tóquio, Yuriko Koike, e o presidente da Câmara do Rio de Janeiro, Eduardo Paes.

Yuriko Koike, eleita no final de julho, comprometeu-se a reduzir os custos dos Jogos de 2020 e recentemente disse querer aproveitar o exemplo do Brasil, em que parte dos materiais foi reciclada para a construção de uma escola.

Tóquio procura meios para economizar depois de constatar que os custos podem atingir os 28 mil milhões de euros, quatro vezes mais que a estimativa inicial e mais do triplo do que foi gasto nos Jogos de Londres2012.

Conteúdo publicado por Sportinforma