Galeria

02-08-2016 16:43

As inesperadas visitantes da 'Aldeia' dos jornalistas no Rio

As atletas da seleção australiana de polo aquático ocuparam os lugares reservados aos jornalistas para fugir a um vírus.
Atleta australiana na vila dos jornalistas.
Foto: ANTÓNIO COTRIM / LUSA

Atleta australiana na vila dos jornalistas.

Por SAPO Desporto c/ Lusa sapodesporto@sapo.pt

A Media Village do Rio2016 tem, por estes dias, visitantes especiais, com as atletas da seleção australiana de polo aquático a ocuparem os lugares reservados aos jornalistas para fugir a um vírus que afetou quatro companheiras.

Veja a galeria.

A habitual pacatez da ‘Aldeia Olímpica’ dos media internacionais foi hoje interrompida por uma improvisada sessão de treino da seleção australiana de polo aquático. O porte distinto, os aros olímpicos tatuados já as tinham denunciado como ‘forasteiras’, mas a confirmação de que aquelas raparigas eram, na realidade, atletas olímpicas chegou pela sua própria boca.

“Este não era o plano inicial, mas como algumas das nossas colegas ficaram doentes há uns dias, estamos a ser muito cautelosos. Com este compasso de espera, chegar à Aldeia Olímpica ainda será mais emocionante”, explicou Keesja Gofers à Agência Lusa, enquanto as colegas se entretinham a fazer o pino contra a parede ou a saltar para os muros do jardim.

Quatro atletas da equipa olímpica australiana, que conquistou o bronze em Londres2012, estão com problemas intestinais e, assim que aterraram no Rio de Janeiro, vindas de Itália, onde estiveram a treinar nas últimas semanas, foram separadas das restantes colegas.

Enquanto as quatro doentes rumaram a uma área restrita da Aldeia Olímpica dos atletas, as restantes foram provisoriamente alojadas numa das três residências de jornalistas, a cerca de 20 quilómetros do bloco de apartamentos que alberga as delegações nacionais.

“É ótimo estar aqui, aliás é ótimo estar no Rio de Janeiro. Estamos muito entusiasmadas e, obviamente, ansiosas para nos instalarmos na Aldeia Olímpica assim que possível, embora a Media Village também seja agradável”, assumiu Keesja Gofers.

A atleta ‘aussie’ elogiou a postura dos seus vizinhos inesperados, assim como do staff incansável que as acolheu.

Visivelmente à vontade entre ‘estranhos’ – não têm segurança extra, jantam entre os outros hóspedes e não exigem qualquer privilégio especial –, as australianas vão aproveitando “a atmosfera muito porreira” da Media Village, antes de se mudarem definitivamente para a sua casa no Rio2016.

“Ainda não fomos à Aldeia Olímpica, não sabemos [se é muito diferente]. É lógico que há pessoas diferentes aqui, afinal são jornalistas e não atletas”, brincou.

Conteúdo publicado por Sportinforma