Rio'2016

03-08-2016 12:29

Jorge Vieira alerta para a importância de descontrair os atletas

O líder da Federação de Atletismo lembra que excesso de pressão e motivação pode ser prejudicial para os atletas.
Jorge Vieira

Jorge Vieira, presidente da Federação de Atletismo

Por SAPO Desporto c/ Lusa sapodesporto@sapo.pt

O presidente da Federação Portuguesa de Atletismo, Jorge Vieira, foi hoje ao aeroporto Humberto Delgado, em Lisboa, despedir-se de nove atletas que partiram para os Jogos Olímpicos Rio2016, deixando uma mensagem de descontracção para se alcançarem resultados.
"Nestes momentos, ao contrário daquilo que se possa pensar, não há nenhuma palavra de motivação. Estes atletas estão motivadíssimos. Nestes momentos, o necessário é serenar os ânimos, falar de outras coisas, descontraí-los, relaxá-los para que estejam soltos, à vontade, sem pressão para que façam o seu melhor. Demasiada pressão e motivação para quem está motivado só é excesso, só prejudica", afirmou aos jornalistas.
Jorge Vieira explicou que a descontração é um dos aspetos importantes para os atletas, pois neste tipo de competições são colocados "num estado emocional diferente".
"O que precisamos dos atletas é que estejam descontraídos, porque os seus melhores resultados foram feitos em ambiente de relaxamento. Não é com tensão que se conseguem os resultados. O grande problema é que, nestas alturas, as circunstâncias que rodeiam os atletas normalmente aumentam-lhes a tensão e coloca-os num estado emocional diferente", sublinhou.
Já aos atletas, o líder federativo, endereçou palavras motivadoras, num discurso após o ‘check-in’ de Marta Onofre, João Vieira e Marta Pen, Sérgio Vieira, Lorene Bazolo, Cátia Azevedo, Vera Santos, Irina Rodrigues e Vera Barbosa, os atletas que hoje partiram para o Rio.
"O vosso desempenho depende da vossa capacidade de fazer neste grande momento aquilo que fizeram em momentos de menor expressão e tensão. É preciso manter o grande prazer de estarem onde estão, nos Jogos Olímpicos. Usufruam e espero que façam o vosso melhor", afirmou.
Conteúdo publicado por Sportinforma