Rio2016

03-08-2016 07:25

TAS rejeita recurso de 17 remadores russos

O 'relatório McLaren' denunciou a existência de um sistema de dopagem organizado na Rússia patrocinado pelo Estado.
Russian Olympic Committee extraordinary session
Foto: Lusa

TAS rejeita recurso de 17 remadores russos

Por SAPO Desporto c/ Lusa sapodesporto@sapo.pt

O Tribunal Arbitral do Desporto (TAS) rejeitou o recurso de 17 remadores russos e confirmou o impedimento de participarem nos Jogos Olímpicos Rio2016 determinado pela Federação Internacional de Remo (FISA).

O anúncio foi feito na terça-feira, em comunicado, pela FISA, que defendeu perante o TAS que os 17 remadores não cumpriam o requisito do Comité Olímpico Internacional (COI) de terem sido submetidos a controlos individuais regulados e efetuados no âmbito da Agência Mundial Antidopagem nos últimos 18 meses.

A FISA indicou ainda que a federação russa apresentou ainda mais dois recursos, um relativo a um atleta impedido de competir no Rio de Janeiro por estar implicado no 'relatório McLaren' e outro que diz respeito a dois remadores também interditados de participar nos Jogos devido a anteriores violações do Código Mundial Antidopagem.

O 'relatório McLaren', que denunciou a existência de um sistema de dopagem organizado na Rússia patrocinado pelo Estado, levou ao afastamento de dezenas de desportistas russos.

Conteúdo publicado por Sportinforma