Boxe

05-08-2016 15:53

Atleta olímpico marroquino detido por tentativa de violação

Hassan Saada tentou abusar sexualmente de duas funcionárias na Aldeia Olímpica.
Boxe
Foto: INFORPRESS

Hassan Saada perdeu a sua credencial olímpica após este incidente

Por SAPO Desporto sapodesporto@sapo.pt

Hassan Saada foi preso esta sexta-feira depois de ter tentado violar duas funcionárias da Aldeia Olímpica. O ‘boxeur’ marroquino terá, de acordo com a imprensa brasileira, chamado as duas mulheres em causa ao seu quarto para lhes pedir informações. Quando as funcionárias chegaram, o atleta atacou-as e tentou apertar as coxas e os seios das mulheres. No meia da confusão, as vitimas conseguiram fugir das intenções do atleta.

Saada foi colocado em prisão temporária por decisão do Tribunal Especial do Rio de Janeiro durante um período de 15 dias e perdeu a credencial para competir nos Jogos Olímpicos. O marroquino vai ainda ser identificado oficialmente pelas duas vítimas antes de ser transferido para uma prisão em Bangu.

Com estreia marcada para sábado frente ao turco Mehmet Nadir Unal, Hassan Saada deverá ser desclassificado do torneio olímpico de Boxe. Apesar de não ser um dos favoritos às medalhas, o marroquino esteve no top 10 do último Campeonato do Mundo da modalidade.

De acordo com o jornal brasileiro ‘O Globo’, existem outros rumores de situações semelhantes no seio da Aldeia Olímpica. Este é o segundo caso de violações nas imediações do complexo onde estão os atletas olímpicos, depois de no último domingo ter sido confirmado o caso de um segurança que tentou violar uma bombeira que estava a descansar.

Os Jogos Olímpicos do Rio’2016 têm estado sob uma chuva de criticas. Depois dos atrasos nas infraestruturas, da poluição das águas, das más condições na Aldeia Olímpica e dos roubos à comitiva dinamarquesa surgem relatos de crimes sexuais numas Olimpíadas que ainda nem começaram.

Conteúdo publicado por Sportinforma