Rio'2016

08-08-2016 23:03

E ao terceiro dia... o primeiro ouro do Brasil

A judoca Rafaela Silva fez vibrar o povo brasileiro com o triunfo nos -57kg no judo.
Rafaela Silva ganha o ouro 'em casa'
Foto: EPA

A judoca brasileira superou a líder do ranking mundial na final

Por SAPO Desporto c/ Lusa sapodesporto@sapo.pt

O Brasil, país organizador dos Jogos Olímpicos Rio2016, conquistou finalmente a primeira medalha de ouro na competição, ao terceiro dia, através do judo, modalidade que deu também a primeira medalha a Portugal, através de Telma Monteiro.

Com apenas uma medalha de prata conquistada até hoje, através do atirador Filipe Almeida Wu, na competição de tiro, pistola de ar comprimido a 10 metros, os brasileiros chegaram finalmente ao ambicionado ouro, através da judoca Rafaela Silva, vencedora da final de -57 kg.

Foi nesta mesma disciplina do judo que Portugal chegou à primeira medalha no Rio, a de bronze, na que foi também a primeira medalha de Telma Monteiro em Jogos Olímpicos, o objetivo que faltava à judoca lusa, depois de cinco medalhas em mundiais e 11 em europeus.

Depois de ter falhado o acesso às meias-finais, ao perder diante da mongol Sumiya Dorjsuren, Telma Monteiro lutou pelo acesso ao combate da medalha de bronze, derrotando a francesa Autone Pavia, e, no combate decisivo para a medalha, superiorizou-se à romena Corina Caprioriu por 'yuko', 'selando' assim a 24.ª medalha do desporto português em Jogos Olímpicos.

Com mais este feito da judoca lusa, Portugal passou a contar quatro medalhas de ouro, oito de prata e 12 de bronze em Jogos, duas das quais no judo, com Telma Monteiro a juntar-se a Nuno Delgado, terceiro em -81 kg em Sydney2000. Na final de -57 kg, Rafaela Silva, campeã do mundo em 2013, superiorizou-se a Sumiya Dorjsuren, número um do mundo, por 'waza ari' e assegurou a primeira medalha de ouro para o anfitrião Brasil nos presentes Jogos.

Ainda no judo, realce para a conquista da primeira medalha de ouro do Japão, país de origem da modalidade e que, nos mais recentes Jogos, tem perdido a hegemonia.

No entanto, o país do 'Sol Nascente', que chegou ao Rio de Janeiro com o triplo das medalhas de ouro do segundo país mais bem-sucedido, a França (36-12), estava já a desesperar, depois de nos dois primeiros dias da competição ter falhado a conquista do título.

O ouro veio através de Shohei Ono, judoca que não deu hipóteses à concorrência e foi merecido vencedor da categoria de -73 kg, na qual concorreu o português Nuno Saraiva, afastadop prematuramente.

A China continua na corrida a um pleno de medalhas de ouro na disciplina de saltos para a água, tendo hoje conquistado o título na prova sincronizada a 10 metros, masculina, através da dupla composta por Chen Aisen e Lin Yue, já depois de Wu Minxia, de 30 anos, ter-se tornado a primeira atleta a ganhar o ouro olímpico em cinco Jogos consecutivos, na prova de saltos sincronizados a três metros.

Conteúdo publicado por Sportinforma