Rio2016

08-08-2016 09:36

Nadadora lituana Ruta Meilutyté procura repetir surpresa de Londres2012

Meilutyté é uma das estrelas em ação esta segunda-feira nos Jogos Olímpicos.
Ruta Meilutyté
Foto: PATRICK B. KRAEMER / EPA

Ruta Meilutyté procura repetir o ouro nos 100 metros bruços.

Por SAPO Desporto c/ Lusa sapodesporto@sapo.pt

A nadadora lituana Ruta Meilutyté é uma das estrelas em ação esta segunda-feira nos Jogos Olímpicos, procurando repetir o ouro nos 100 metros bruços nos quais surpreendeu o mundo em Londres2012.

A defesa do título conquistado há quatro anos, então com apenas 15 anos, idade com a qual bateu o recorde da Europa, é um dos pontos de interesse da jornada do Rio2016, sem grandes lendas do desporto mundial.

Depois de perder a mãe aos quatro anos e ficar aos cuidados da avó quando o pai foi trabalhar para os Estados Unidos, Ruta, que aos 13 anos já calçava o número 43, altura em que se mudou com a família para Inglaterra, tornou-se aos 15 a mais jovem nadadora campeã olímpica dos 100 bruços, na qual é atual recordista mundial.

No tiro masculino, uma incógnita na carabina a 10 metros, já que os 10 últimos mundiais teve vencedores de outros tantos países, sendo que no fosso olímpico também não há um atleta que se destaque dos demais em termos de consistência de resultados.

No halterofilismo feminino (58kg) espera-se domínio asiático à semelhança dos 48 quilos, com o continente a lotar o pódio, com Tailândia, Indonésia e Japão.

No judo, disputam-se as categorias de -73 kg masculinos e -57 femininos, de Telma Monteiro, quatro vezes vice-campeã mundial e bronze em uma ocasião, sendo que uma prata e um bronze foram em -52 kg.

O Japão é o claro dominador internacional na modalidade, com mais do dobro de medalhas nos Mundiais da França, que ainda se destaca da Coreia do Sul.

Na estreia do râguebi de sete em Jogos Olímpicos, decide-se o título olímpico feminino depois das meias-finais entre Austrália e Canadá e Grã-Bretanha e Nova Zelândia.

Conteúdo publicado por Sportinforma