Rio'2016

08-08-2016 19:28

Tiago Apolónia: "Sabia que ia ser um jogo difícil"

O mesatenista luso lamentou não ter conseguido superar o esloveno Bojan Tokic.
Tiago Apolónia
Foto: AFP; DIMITAR DILKOFF

Tiago Apolónia

Por SAPO Desporto sapodesporto@sapo.pt

O português Tiago Apolónia mostrou-se hoje “muito desiludido” por ter sido eliminado na estreia na prova individual de ténis de mesa dos Jogos Olímpicos, concentrando-se agora no sonho da medalha nas equipas.

“É um dos grandes objetivos de cada atleta. Preparámo-nos 200% para conseguir bons resultados e uma boa prestação. Obviamente estou muito desiludido”, referiu o lisboeta, de 30 anos.

Com entrada direta para a terceira ronda, Apolónia, 18.º do ‘ranking’ mundial, foi derrotado pelo esloveno Bojan Tokic, 53.º, por 4-1, com os parciais de 11-6, 10-12, 11-6, 11-7, 11-8, em 43 minutos, num encontro em que cometeu muitos erros e no qual raramente conseguir ser agressivo.

“Gostava que tivesse sido o dia. Sabia que ia ser um jogo difícil. É um adversário que conheço muito bem, jogamos juntos na Alemanha, portanto sabia que era importante entrar bem, ser mais agressivo do que ele. Infelizmente não consegui, o adversário conseguiu ser mais forte. Estou triste, obviamente”, disse.

Tiago Apolónia assumiu que durante o jogo não se sentiu como gostava, pois não conseguiu “ser o jogador que queria, agressivo”, referindo que foi complicado estar sempre em desvantagem no encontro. “Nunca consegui estar na frente do jogo. Comecei a perder 1-0, consegui empatar, mas logo no terceiro ‘set’ ele conseguiu entrar à frente. É difícil sermos nós próprios quando estamos por baixo. Ainda tentei, mas ele foi muito forte e esteve sempre concentrado hoje e deu-me poucas hipóteses de conseguir ser eu, agressivo e a tomar conta do jogo”, afirmou.

Agora, Tiago Apolónia aponta à prova de equipas, que era “o principal objetivo”, embora o primeiro fosse a prova individual, “porque seria a primeira prova”.

“[A medalha] É um sonho, temos de estar sempre a acreditar, a sonhar. Vamos ter um adversário dificílimo que é a atual campeã da Europa, a Áustria. O sonho existe, mas o objetivo é a Áustria”, afirmou.

A partir de sexta-feira, Apolónia, Marcos Freitas e João Monteiro tentam melhorar o quinto lugar na prova de equipas conseguido em Londres2012. Durante o encontro com o esloveno, o pavilhão 3 do Rio Centro apoiou, praticamente em uníssono, Tiago Apolónia, que agradeceu a força transmitida pelo público.

“Uma palavra de apreço para eles e também para as pessoas que estiveram a ver em Portugal que são importantes para a minha carreira. É com felicidade que vejo que as pessoas gostam de me apoiar”, referiu.

Conteúdo publicado por Sportinforma