Rio'2016

09-08-2016 17:04

Telma Monteiro só largou a medalha... "para dormir"

A judoca confessou que nem dormiu muito devido à enorme emoção.
Telma Monteiro:
Foto: Canal Olímpico

Telma Monteiro venceu o bronze em -57kg

Por SAPO Desporto c/ Lusa sapodesporto@sapo.pt

A judoca portuguesa Telma Monteiro chegou hoje à Aldeia Olímpica do Rio2016 de bronze ao peito e ainda com as emoções à flor da pela, horas após a conquista da tão desejada medalha olímpica. “Já larguei (a medalha) um bocadinho... para dormir. Pensei que não ia largar, mas, também para não a estragar, larguei só para dormir”, afirmou a medalha de bronze na categoria de -57 kg dos Jogos Olímpicos Rio2016.

A noite foi de pouco sono: “Dormi pouco. A emoção é muita e é difícil dormir. Estou também a assimilar tudo o que aconteceu. E, em Portugal, como já é mais tarde, também a tentar responder a todas as mensagens que tenho recebido”.

Foram muitos os que lhe quiseram dar os parabéns: “É difícil retribuir a toda a gente, mas estou a tentar responder ao máximo de mensagens que consiga. Vou tentando”.

“Todas são especiais, porque eu sentia que havia muitas pessoas que queriam que eu ganhasse e que estão muito felizes por eu ter conseguido, finalmente, depois destes anos todos, alcançar este feito. Sinto que as pessoas estão contentes por mim e isso também é importante para mim”, prosseguiu.

Depois da prova, Telma Monteiro deslocou-se à Aldeia Olímpica e foi grande a festa: “Como fui recebida? Com muita felicidade. Todos estão muito contentes e querem partilhar este momento comigo”. “Também estou muito contente por poder partilhar este momento com eles todos”, disse a judoca lusa, adiantando que vai tentando “conter cada momento de euforia” perante os atletas que “estão concentrados para a competição”.

Depois das emoções da véspera, hoje será um dia tranquilo para a medalhada portuguesa: “Vou passar o dia com alguns amigos e família na Aldeia Olímpica”. E também haverá tempo para o “grande amigo” Célio Dias: “Amanhã (quarta-feira), compete o Célio Dias, que é um grande amigo meu e colega de seleção, e, portanto, também queremos estar um bocadinho a apoiá-lo. Dar-lhe um ambiente positivo para ele ir tranquilo e fazer o seu melhor”.

Na segunda-feira, Telma Monteiro selou a 24.ª medalha da história do desporto português em Jogos Olímpicos, primeira no Rio2016 e segunda de sempre no judo, 16 anos depois de Nuno Delgado conseguir feito idêntico em Sydney2000.

Que saiba, ainda não recebeu qualquer mensagem de Nuno Delgado: “Tinha algumas chamadas que não conheço o número. Que eu saiba ainda não recebi”.

Conteúdo publicado por Sportinforma