Rio'2016

10-08-2016 20:19

Brasil e Argentina lançam campanha pela paz

As olímpiadas já foram palco de vários episódios mais agressivos entre adeptos dos dois países rivais.
Incidentes entre brasileiros e argentinos no Rio'2016
Foto: AFP

Incidentes entre brasileiros e argentinos no Rio'2016

Por SAPO Desporto c/ Lusa sapodesporto@sapo.pt

Autoridades brasileiras e argentinas lançaram hoje uma campanha de paz, envolvendo atletas, para evitar novos confrontos entre adeptos durante os Jogos Olímpicos de 2016, que decorrem no Rio de Janeiro.

"Estamos aqui para lançar uma campanha durante os Jogos Olímpicos para brasileiro abraçar argentino e argentino abraçar brasileiro", disse aos jornalistas o secretário nacional de Desporto de Alto Rendimento do Ministério do Desporto, Luiz Lima.

Segundo o mesmo responsável, a rivalidade pode ser "positiva" para estimular aos atletas, desde que não se traduza em atos violentos de "fanáticos" nas arenas e bancadas. "Fomos sempre rivais, mas nunca inimigos. (...) Queremos que os desportistas joguem e que os adeptos torçam, sem confrontos de qualquer tipo, sem agressões verbais nem físicas", disse o secretário de Desportos, Educação Física e Recreação da Argentina, Carlos Javier Mac Allister, frisando que os Jogos são um lugar de "união e diversidade".

Os atletas dos dois países vizinhos serão estimulados a publicar nas redes sociais mensagens de apoio e imagens juntos.

Para o jogo de basquetebol entre Brasil e Argentina no sábado, a expetativa é de que os atletas entrem de mãos dadas e com as bandeiras trocadas.

Na segunda-feira, no encontro de ténis entre o português João Sousa, apoiado pelos brasileiros, e o argentino Juan Martin Del Potro, dois adeptos envolveram-se em confrontos físicos, obrigando as forças de segurança a intervir e a partida a ser interrompida.

Os primeiros Jogos Olímpicos da América do Sul começaram na sexta-feira e terminam a 21 de agosto.

Conteúdo publicado por Sportinforma