Rio2016

13-08-2016 17:10

Susana Costa com sensação de "dever cumprido"

A atleta portuguesa qualificou-se para a final do triplo salto nos Jogos Olímpicos.
Susana Costa
Foto: WU HONG / EPA

Susana Costa vai disputar a final, tal como Patrícia Mamona.

Por SAPO Desporto c/ Lusa sapodesporto@sapo.pt

Susana Costa confessou este sábado ter sentido uma sensação de alívio e de dever cumprido ao qualificar-se para a final do triplo salto nos Jogos Olímpicos do Rio2016, num momento histórico partilhado com Patrícia Mamona.

"Foi uma sensação ótima, de alívio, de sentimento de dever cumprido", respondeu Susana Costa quando questionada sobre o que sentiu ao ver o seu nome na lista de apuradas para a final de domingo.

A atleta do Benfica percebeu, de imediato, que o último salto, de 14,12 metros, lhe tinha valido a passagem à final. "Percebi eu e o meu treinador, o meu colega de treino e todos os portugueses que estavam lá", brincou.

"Sabia que não estava numa posição confortável, mas tentei não pensar muito nisso para não pôr pressão em cima. Tentei pensar só no que tinha de fazer e dar o meu melhor quando entrasse na pista", descreveu, contando que Nelson Évora estava nas bancadas a vibrar.

Além da emoção sentida por estar na final ao lado de Patrícia Mamona, Susana Costa destacou o feito histórico das duas saltadoras.

"Isto nunca aconteceu. Estou muito feliz por estar aqui pela primeira vez, por ter conseguido este feito. Estou muito orgulhosa de mim e agora é pensar na final", resumiu a quinta classificada do Europeu de Amesterdão.

Para já, a setubalense, de 31 anos, não quer pensar em medalhas: "Primeiro ainda tenho de passar às oito primeiras e só a partir daí poderei pensar mais longe. Um momento de cada vez".

Conteúdo publicado por Sportinforma