Rio2016

15-08-2016 09:49

Atleta russa reintegrada nos Jogos Olímpicos após recurso no TAS

Darya Klishina tinha sido excluída pela Federação Internacional de Atletismo (IAAF).
Darya Klishina
Foto: FRANCK ROBICHON / EPA

Darya Klishina tinha sido excluída pela Federação Internacional de Atletismo (IAAF)

Por SAPO Desporto c/Lusa sapodesporto@sapo.pt

O Tribunal Arbitral do Desporto (TAS) ordenou hoje a reintegração nos Jogos Olímpicos da atleta russa Darya Klishina, que tinha sido excluída pela Federação Internacional de Atletismo (IAAF).

“O seu recurso foi aceite”, informou o TAS em comunicado citado pela AFP.

O TAS indicou no sábado ter recebido um pedido de recurso de Klishina a contestar a exclusão de última hora decretada pela Associação Internacional das Federações de Atletismo (IAAF), que interditou a participação dos 68 russos selecionados, com exceção desta atleta do salto em comprimento.

A atleta de 25 anos foi inicialmente autorizada a participar porque está a residir na Florida, nos Estados Unidos, desde 2013, e a IAAF presumia que estava à margem do sistema de dopagem denunciado.

A atleta russa acabaria por ser suspensa na sexta-feira depois de ter sido conhecida nova informação sobre os seus registos de ‘doping’.

Depois de um dia de audição, o TAS anunciou hoje a decisão sobre o recurso, indicando que Klishina “permanecia elegível para competir nos Jogos Olímpicos no Rio de Janeiro”.

Klishina, que vai participar a partir de terça-feira na prova de salto em comprimento, será a única atleta russa nas provas de atletismo nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro.

A IAAF afastou todo o atletismo russo na sequência da publicação de um relatório que divulgou a existência de um sistema de ‘doping’ organizado na Rússia, alegadamente patrocinado pelo Estado.

Conteúdo publicado por Sportinforma