Rio'2016

16-08-2016 08:33

Favoritos confirmam passagem aos 'quartos' do andebol

Croácia, Polónia, Dinamarca, Eslovénia, Brasil, França, Alemanhae Qatar passaram aos quartos de final do torneio de andebol dos Jogos Olímpicos 2016.
Jogadores de andebol franceses celebram uma vitória sobre a Dinamarca
Foto: Roberto SCHMIDT

Jogadores de andebol franceses celebram uma vitória sobre a Dinamarca na fase de grupos.

Por SAPO Desporto c/Lusa sapodesporto@sapo.pt

Croácia-Polónia, Dinamarca-Eslovénia, Brasil-França e Alemanha-Qatar são os jogos dos quartos de final do torneio olímpico de andebol do Rio2016, concluída hoje a fase de grupos com um derradeiro ajustamento classificativo.

A França, bicampeã olímpica e campeã mundial em título, venceu a Dinamarca, por 33-30, mas cedeu a liderança do grupo A para a Croácia, que se impôs à Tunísia, por 41-26, depois de ter sido a única a bater os franceses.

A última vaga rumo aos quartos foi alcançada pelo vice-campeão mundial Qatar, que venceu a Argentina, por 22-18, atirando os sul-americanos para fora dos Jogos como quintos classificados do grupo A, com dois pontos, mais um do que a Tunísia (6.º).

A França venceu a Dinamarca numa partida equilibrada e em que, uma vez mais, tal como tinha acontecido na derrota com a Croácia, demonstrou alguma dificuldade em suster o ataque a sete e viu-se a perder por 18-22.

Para vencer os dinamarqueses, teve de recorrer a Nikola Karabatic, que estava a ser poupado para os ‘quartos’, que, juntamente com o seu irmão Luka, carregou a França na reviravolta para a vitória por 33-30.

A Croácia, medalha de bronze em Londres2012 e no Europeu deste ano, ‘esmagou’ a Tunísia, por 41-26, com 25-10 ao intervalo, e assumiu na derradeira jornada a liderança do grupo A, embora com os mesmos oito pontos da França (2.º). Nos ‘quartos’ vai defrontar a Polónia, quarto do grupo B, que hoje perdeu com a Eslovénia (25-20).

Apesar de ter perdido perante o seu público frente à dececionante Suécia, numa partida dirigida pelos árbitros portugueses Duarte Santos e Ricardo Fonseca, o Brasil manteve a terceira posição no grupo B, com cinco pontos, mais um do que a Polónia (4.º), e garantiu já a sua melhor posição de sempre.

A Dinamarca terminou em terceiro do grupo A, sem o brilho de outros tempos, e vai disputar os quartos de final frente à Eslovénia, segunda do grupo B, com os mesmos oito pontos da Alemanha, primeira.

A Alemanha venceu o Egito, por 31-25, e na última jornada do grupo B deu uma ajuda à qualificação da Polónia. Só com uma derrota, frente ao Brasil, a seleção germânica avança para os ‘quartos’ na primeira posição e terá como opositor o Qatar.

O Egito, que estava obrigado a vencer a Alemanha para poder alcançar os ‘quartos, terminou em quinto, com três pontos, e a irreconhecível vice-campeã olímpica Suécia ‘fechou’ em sexto, com dois, somados na última ronda frente ao Brasil.

Conteúdo publicado por Sportinforma