Rio 2016

17-08-2016 23:05

Alemanha vence Nigéria e disputa final com o Brasil

A Alemanha, que afastou Portugal nos quartos de final, venceu hoje a Nigéria, por 2-0, na Arena Corinthians, em São Paulo, e vai disputar sábado com o anfitrião Brasil a final do torneio olímpico de futebol do Rio2016.
Alemanha vence Nigéria e disputa final com o Brasil
Foto: AFP or licensors

Alemanha vence Nigéria e disputa final com o Brasil

Por SAPO Desporto c/Lusa sapodesporto@sapo.pt

A seleção germânica, segunda classificada de um grupo em que não se qualificou o campeão olímpico México (3.º), atrás da Coreia do Sul (1.º), medalha de bronze em Londres2012, mostrou frente à Nigéria, campeã em Atlanta1996 e ‘vice’ em Pequim2008, que a goleada de 4-0 a Portugal não foi fruto do acaso.

A Alemanha, a trocar bem a bola, entrou com disposição a chegar cedo à vantagem e após uma primeira situação de perigo criada por Serge Gnabry, aos 02 minutos, chegou à vantagem através de Lukas Klostermann, aos 09, após cruzamento de Max Meyer.

Aos 12 minutos, o guarda-redes alemão Timo Horne cometeu um erro em zona proibida, ao falhar um pontapé à saída da área, mas o nigeriano Sadiq Umar não teve a tranquilidade necessária para visar com êxito a baliza e fazer o golo do empate.

Lars Bender, que juntamente com o seu irmão gémeo Sven foi sempre um perigo para a defesa nigeriana, rematou aos 20 minutos para defesa do guarda-redes Emmanuel Daniel e só à passagem da meia hora é que a Nigéria respondeu com uma dupla situação de perigo, por Sadiq Umar e depois por John Obi Mikel.

Com superior ‘poder de fogo’ e mais bem organizada no terreno a seleção germânica voltou a estar perto de marcar por Max Meyer, aos 35 minutos, e por Davie Selke, aos 38, que foi um dos jogadores que marcou na goleada a Portugal.

Perto do final da primeira parte, cada seleção dispôs de uma oportunidade para marcar, primeiro para a Alemanha, através de Davie Selke, aos 43 minutos, a passe de Lars Bender, e depois por Aminu Umar, aos 45+1, que se deixou antecipar por Matthias Ginter.

No início da segunda parte, a Alemanha voltou a entrar decidida a aumentar a vantagem, para conferir alguma tranquilidade à eliminatória, e o endiabrado Serge Gnabry esteve perto de chegar ao golo em três ocasiões, aos 48, 50 e 58 minutos.

John Obi Mikel, aos 64 minutos, na conversão de um livre direto, fez a bola embater nas malhas laterais da baliza defendida por Timo Horn, dando conta do inconformismo nigeriano.

A Nigéria, com Abdullahi Shehu, que joga no União da Madeira, no ‘onze’, correu alguns riscos na busca do golo do empate e foi num lance de contra-ataque, aos 88 minutos, que Nils Petersen, alguns minutos após ter entrado, fez o 2-0 para a Alemanha.

Brasil e Alemanha disputam sábado, no Maracanã, no Rio de Janeiro, a final do torneio olímpico de futebol, que ditará um campeão inédito, uma vez que ainda nenhuma das seleções conquistou o ouro. No imaginário brasileiro, está ainda a hipótese de ‘vingar’ os 7-1 sofridos pela ‘canarinha’ no Mundial2014 frente à Mannschaft.

Conteúdo publicado por Sportinforma