Rio2016

18-08-2016 12:42

Fu Yuanhui, fenómeno de popularidade na China, recebida como uma estrela

A nadadora chinesa ficou conhecida nos Jogos Olímpicos pelas suas declarações humorísticas.
Fu Yuanhui
Foto: CHRISTOPHE SIMON / AFP

Fu Yuanhui surpreendeu toda a gente com a sua atitude descontraída.

Por SAPO Desporto c/ Lusa sapodesporto@sapo.pt

A nadadora chinesa Fu Yuanhui, que se mediatizou na presente edição dos Jogos Olímpicos Rio2016, devido às suas declarações humorísticas, foi esta quinta-feira recebida como uma estrela na China, onde acumulou inúmeros seguidores.

Centenas de jornalistas e adeptos reuniram-se no Aeroporto Internacional de Pequim para receber Fu, cuja atitude descontraída, demonstrada inclusive com gestos faciais expressivos no pódio, contrastam com a postura tímida e de autocontrolo adotada pela maioria dos atletas chineses em público.

No mesmo dia, Fu, medalha de bronze nos 100 metros costas, apareceu num programa transmitido por uma televisão da sua província natal, Zhejiang, na costa leste da China, onde admitiu que, aos 20 anos, nunca teve namorado, porque lhe falta "oferta".

"Não há candidatos apropriados na nossa equipa", afirmou, explicando que "as pessoas da minha idade não estão maduras o suficiente. Na minha equipa não tenho interesses comuns com os meus companheiros mais velhos", afirmou.

Fu, que nas provas em que obteve maior sucesso garantiu ter utilizado "força mística", ou que justificou os insucessos com o facto de se encontrar no seu período de menstruação, mereceu grande atenção por parte do público chinês.

A atleta, que ganhou apenas uma medalha de bronze, na final dos 100 metros costas - um resultado discreto para os padrões da China, uma potência nos Jogos - acabou por eclipsar os restantes desportistas chineses, inclusive os que arrecadaram medalhas de ouro.

Só numa semana, sete milhões de pessoas aderiram ao seu ‘microblog’.

Em contraste, por exemplo, a halterofilista chinesa Meng Suping, festejou de forma convencional, após conquistar o primeiro lugar no pódio em +75kg, ao dedicar a vitória "à China, aos seus líderes e ao Partido Comunista, por lhe permitirem representar a nação".

Conteúdo publicado por Sportinforma