Rio 2016

18-08-2016 20:25

Sérvia vence na 'negra' EUA e disputa final do voleibol

A Sérvia venceu hoje na ‘negra’ a vice-campeã olímpica e, até agora invicta, seleção dos Estados Unidos, por 3-2, e garantiu a presença na final do torneio feminino de voleibol dos Jogos Olímpicos Rio2016.
Sérvia conquista Liga Mundial de voleibol pela primeira vez
Foto: EPA/STANISLAW ROZPEDZIK

Sérvia conquista Liga Mundial de voleibol pela primeira vez ao vencer o Brasil

Por SAPO Desporto c/Lusa sapodesporto@sapo.pt

A surpreendente seleção sérvia, que se qualificou pela primeira vez para uma final olímpica, derrotou os Estados Unidos pelos parciais de 20-25, 25-17, 25-21, 16-25 e 15-13, numa partida emocionante em que recuperou de três pontos (8-11) na ‘negra’.

Depois de ter vencido a Sérvia na fase de grupos, por 3-1, a seleção dos Estados Unidos, vice-campeã olímpica, campeã mundial em título e medalha de prata no World Grand Prix de 2016, era apontada como favorita e a principal candidata, após a eliminação do campeão Brasil, ao ouro no Rio2016.

Começou melhor os Estados Unidos, que venceu o primeiro parcial por 25-20, mas a surpreendente vitória da Sérvia nos dois seguintes, por 25-17 e 25-21, mais eficaz no serviço, embora a cometer mais erros dos que as norte-americanas, relançou a meia-final.

Para impedir que as sérvias fechassem o jogo no quarto parcial, a seleção dos Estados Unidos teve que se empenhar e, com um jogo algo atípico, com oscilações, altos e baixos, venceu o parcial aos 25-16 e estendeu a decisão para a ‘negra’.

O equilíbrio marcou presença ao longo de todo o quinto e decisivo parcial, em que, depois de repetidas igualdades no início, os Estados Unidos ganharam vantagem de três pontos (8-11), que viriam a perder, com alguns erros, frente à determinada seleção da Sérvia, que venceu por 15-13.

A Sérvia, terceira classificada no Europeu2015, conquistado pela Rússia (que eliminou nos quartos de final) vai disputar a final com a seleção que vencer ainda hoje o encontro entre a Holanda e a China, que afastou a campeã e anfitriã seleção do Brasil de poder chegar ao ‘tri’ olímpico.

Conteúdo publicado por Sportinforma