Rio'2016

20-08-2016 12:10

Quenianas fazem 'dobradinha' nos 5.000 metros

Vivian Jepkemoi Cheruyot bateu o recorde olímpico.
Jepkemoi Cheruyot conquistou a medalha de ouro
Foto: EPA/YOAN VALAT

Jepkemoi Cheruyot conquistou a medalha de ouro

Por SAPO Desporto c/Lusa sapodesporto@sapo.pt

O Quénia conseguiu conquistar ouro e prata na final olímpica dos 5.000 metros, vingando-se assim da derrota nos 10.000 metros ante a etíope Almaz Ayana, agora apenas terceira de uma prova em que atacou demasiadamente cedo.

O primeiro triunfo do Quénia na distância vai para Vivian Jepkemoi Cheruyot, a vice-campeã olímpica de há quatro anos, que com 14.26,17 bate o recorde olímpico, enquanto Hellen Obiri ficou em segundo lugar com um recorde pessoal de 14.29,77.

Ayana, que no primeiro dia de finais do atletismo no Rio ganhou os 10.000 metros com recorde mundial, parecia querer repetir a façanha, isolando-se logo aos 1.800 metros e 'cavando' um avanço que chegou a ser de 40 metros, mas acabou ultrapassada e terminou em terceiro, com 14.33,59.

Conteúdo publicado por Sportinforma