Rio 2016

20-08-2016 23:13

Rússia conquista ouro no andebol feminino

A Rússia conquistou hoje o título olímpico de andebol feminino no Rio2016, ao vencer na final a França, por 22-19, e sucede à bicampeã Noruega, que conquistou a medalha de bronze, após vencer a Holanda, por 36-26.
Andebol Geral
Foto: EHF

Andebol Geral

Por SAPO Desporto c/Lusa sapodesporto@sapo.pt

Depois de perder a final de Pequim2008 frente à Noruega, a Rússia conseguiu no Rio2016 terminar com a hegemonia nórdica que vigorava desde Atlanta1996.

A Rússia terminou o torneio olímpico invicta, depois de encerrar a fase de grupos na primeira posição do grupo B, com mais dois pontos do que a França, e das vitórias frente a Angola (31-27), no quartos de final, e à Noruega (38-37), na meia-final.

A final começou com as defesas a superiorizarem-se aos ataques e, volvidos 15 minutos, o marcador acusava apenas a obtenção de sete golos, quatro para a Rússia e três para a França.

A seleção russa conquistou de seguida uma vantagem que chegou a quatro golos (8-4), que foi perdendo, com um período em que acumulou vários erros e que possibilitou à França encurtar para apenas um, aos 8-7, com cerca de 25 minutos.

Nos derradeiros cinco minutos, duas ações ofensivas decisivas permitiram à Rússia atingir o intervalo a vencer por 10-7, vantagem que foi gerindo ao longo da segunda parte, até aos 14-11.

Um parcial de três golos consecutivos por parte da seleção gaulesa, impulsionada pela veterana Allison Pineau, que já foi considerada a melhor jogadora do mundo, desfez a vantagem russa num empate a 14-14.

Com a final novamente relançada, e com as guarda-redes com altos níveis de eficácia, ‘surgiu’ no jogo a ponta russa Anna Vyakhireva, que chamou a si a decisão de lances fulcrais, que ditariam a diferença.

Marcando três de quatro golos com que a Rússia voltou a descolar da França, à entrada para os momentos decisivos da final, Anna Vyakhireva ‘carregou’ a sua equipa às costas rumo ao ouro olímpico, numa altura em que as gaulesas acusavam já algum cansaço.

A Rússia partiu para uma vantagem de quatro golos, aos 20-16, que a França ainda reduziu para dois, aos 20-18, mas dois golos de Olga Akopian nos derradeiros minutos ditariam o desfecho final em 22-19 e acabariam com as pretensões gaulesas.

No encontro para a atribuição da medalha de bronze, a bicampeã olímpica, campeã mundial e europeia Noruega impôs-se com facilidade à Holanda, por 36-26, minimizando as perdas no Rio2016.

Conteúdo publicado por Sportinforma