Rio'2016

22-08-2016 10:39

João Rodrigues reforça estatuto de português mais olímpico

O atleta olímpico de 45 anos ficou no 11º lugar da prova de RS:X de vela.
Jo
Foto: SAPO Desporto

João Rodrigues completou a sua sétima presença nos Jogos Olímpicos

Por SAPO Desporto c/ Lusa sapodesporto@sapo.pt

O velejador João Rodrigues reforçou no Rio2016 o estatuto de atleta português com mais presenças em Jogos Olímpicos, ao somar a sétima, ficando duas à frente dos principais perseguidores.

Desde que se estreou, em 1992, na cidade espanhola de Barcelona, o madeirense, nascido a 02 de janeiro de 1971, não falhou nenhuma edição do maior evento desportivo do Mundo e, aos 45 anos, foi 11.º em RS:X, na sétima presença, ficando a um lugar da ambicionada ‘Medal Race’.

Especialista de prancha à vela, João Rodrigues, que foi porta-estandarte na Cerimónia de Abertura, fecha o seu ciclo olímpico com dois diplomas, em Atenas2004 (6.º) e Atlanta1996 (7.º), outro 11.º posto, em Pequim2008, um 14º, em Londres2012, um 18.º, em Sydney2000, e um 23.º, em Barcelona1992.

João Rodrigues, que se iniciou na modalidade em 1980, com nove anos, e, em 1987, participou na sua primeira prova fora de Portugal, conquistou meia centena de medalhas, 22 das quais de ouro, ao longo de uma carreira internacional de quase três décadas.

Na história olímpica portuguesa, o velejador passou a contar mais duas presenças do que Susana Feitor, Fernanda Ribeiro e João Vieira, do atletismo, o cavaleiro Henrique Calado, o velejador Duarte Bello, os atiradores João Rebelo e João Costa e o também velejador Gustavo Lima.

Deste octeto, João Vieira, João Costa e Gustavo Lima somaram a quinta presença no Rio2016, onde o canoísta Emanuel Silva e a judoca Telma Monteiro colecionaram a quarta.

Entre os restantes atletas, uma dúzia selou a terceira presença, entre eles o campeão olímpico Nelson Évora, 19 ‘bisaram’, incluindo Irina Rodrigues, que lesionou no Rio e não competiu, e a grande maioria (55 atletas) estrearam-se por Portugal, sendo que Lorene Bazolo já competira pelo Congo.

Conteúdo publicado por Sportinforma