Brasil

12-04-2017 23:39

Antigo prefeito do Rio nega ter recebido subornos relativos aos Jogos Olímpicos

O antigo autarca é acusado de ter recebido em 2012 cerca de sete milhões de euros.
Arranque oficial
Foto: EPA; MARCELO SAYAO; epa03110423

O antigo autarca é acusado de ter recebido em 2012 cerca de sete milhões de euros.

Por SAPO Desporto c/Lusa sapodesporto@sapo.pt

O antigo prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, considerou hoje “absurdas” e “mentirosas” as acusações de que recebeu subornos do gigante empresarial Odebrecht para “facilitar” a obtenção de contratos nos Jogos Olímpicos de 2016.

Em comunicado, Eduardo Paes negou “categoricamente ter recebido subornos para servir os interesses da Odebrecht”, defendendo que as acusações são “absurdas” e “mentirosas.

Aquele que foi prefeito do Rio de Janeiro entre 2009 e 2016 figura na lista de dezenas de personalidades políticas visadas pelos inquéritos, autorizados na terça-feira pelo juiz do Supremo Tribunal, abertos na sequência do escândalo de corrupção Petrobras.

O antigo autarca é acusado de ter recebido, em 2012, no momento em que estava em campanha para a sua reeleição na prefeitura do Rio, pelo menos 15 milhões de reais (cerca de sete milhões de euros no câmbio à época) para “facilitar contratos relativos aos Jogos Olímpicos”, segundo indica um documento do Supremo, citado pelos meios de comunicação brasileiros.

As acusações a Paes resultam da confissão de um antigo quadro do conglomerado brasileiro, Benedito Barbosa da Silva, que revelou que o ex-prefeito figura nas tabelas de contabilidade oculta da empresa com a alcunha de “nervosinho”. Cerca de um terço do suborno teria sido transferido para uma conta no estrangeiro.

No comunicado, Paes disse que nunca teve uma conta no estrangeiro e que todos os fundos recebidos para financiar a campanha da sua reeleição foram declarados à justiça eleitoral.

A Odebrecht participou na construção do Parque Olímpico, com outras duas empresas de construção. As obras custaram mais 600 milhões de euros.

Conteúdo publicado por Sportinforma