Tom Stalker e os JO

27-07-2012 11:30

Do assalto a carros ao assalto ao ouro

Tom Stalker chegou a ser preso em 2003. Nove anos depois pode ganhar assaltar o ouro, mas de forma legal.
Do assalto a carros ao assalto ao ouro

Por SAPO Desporto sapodesporto@sapo.pt

Tom Stalker ainda foi a tempo de corrigir a sua vida. Em 2003, o britânico foi preso depois de roubar um carro em Liverpool. Essa circunstância levou-o a repensar a sua vida e a querer outros ‘assaltos’. Mas desta vez, legais. São os do boxe. Está em Londres como um dos favoritos à medalha de ouro.

«Às vezes não consigo acreditar no que me aconteceu. Sinto-me um tonto ao pensar que é o destino conquistar o ouro. Por tudo o que vivi, passei a acreditar no destino. Só espero, desesperadamente, ganhar a medalha», confessou o atleta em entrevista ao Daily Mail.

Antes de enveredar pelo desporto, o praticante de boxe roubava, em média, dois carros por semana na cidade dos Beatles. O susto de ser perseguido pela polícia, na única vez que foi preso, e os conselhos dos irmãos levaram-no a um ginásio e à descoberta de um talento que não sabia existir e que demorou a aparecer.«

«No meu primeiro ano, não conseguia dar um soco. Honestamente, eu era terrível, mas adorava estar no ginásio», admitiu.

No currículo conta com o ouro nos Jogos da Commonwealth e o bronze no Campeonato Mundial de boxe.