Paralimpicos2016

16-09-2016 18:32

Selecionadora de boccia enaltece empenho de José Macedo no bronze

A selecionadora lembrou que os atletas lusos saem o torneio de boccia com um resultado semelhante ao de Londres2012.
José Macedo (Boccia)
Foto: ESTELA SILVA / LUSA

José Macedo (Boccia)

Por SAPO Desporto c/Lusa sapodesporto@sapo.pt

A selecionadora portuguesa de boccia, Helena Bastos, definiu hoje como “uma satisfação imensa” a revalidação da medalha de bronze de José Macedo no torneio individual da BC3 dos Jogos Paralímpicos Rio2016, destacando o papel do atleta e do treinador.

“É uma satisfação imensa ter conseguido este resultado, o treinador teve um papel muito importante e o atleta interpretou muito bem as indicações que lhe foram dadas”, disse Helena Bastos, destacando também o papel do parceiro de competição, Roberto Mateus.

A selecionadora lembrou que os atletas lusos saem o torneio de boccia com um resultado semelhante ao de Londres2012, com três medalhas, e destacou o facto de Portugal ter sempre conquistado medalhas na modalidade desde de que em 1984 se estreou em competições paralímpicas.

“Portugal nunca deixou de ser medalhado nos Jogos Paralímpicos desde 1984. Continuamos a ser sempre medalhados, esperamos que isto se mantenha por muito tempo”, disse a selecionadora da modalidade, que já deu a Portugal 26 medalhas paralímpicas.

Roberto Mateus, parceiro de José Macedo no jogo da classe BC3 – a única que é jogada com calhas - considerou que o resultado fala por si e agradeceu a familiares, amigos, ao clube, o Sporting Clube de Braga, e às estruturas federativas.

Num jogo ao qual assistiu o ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, José Macedo, de 44 anos, impôs-se ao sul-coreano Han Soo no desempate, depois de uma igualdade a cinco (com os parciais de 4-0, 0-2, 1-0 e 0-3).

“Depois de começarmos muito bem, tivemos um percurso meio tremido e ficamos empatados a cinco 5-5. Fomos ao desempate e nessa última bola conseguimos o ponto, ganhamos e revalidamos o bronze de Londres frente ao mesmo atleta”, disse Roberto Mateus, ao lado do atleta, visivelmente.

O chefe da missão lusa no Rio de Janeiro, Rui Oliveira, também se mostrou naturalmente satisfeito com o resultado, lembrando que Portugal já conseguiu igualar as três medalhas conseguidas em Londres2012.

Além de José Macedo, a dois dias do final das provas, Portugal já subiu ao terceiro lugar pódio na competição de boccia equipas BC1/BC2 e no atletismo, na prova dos 400 metros T12 (deficiência visual).

José Macedo, soma agora seis medalhas, em cinco participações em Jogos Paralímpicos, depois de ter conseguido três de ouro (duas em Atlanta1996 e Sydney200), uma da prata (Londres2102) e duas de bronze (Londres2012 e Rio2016).

Há quatro anos, nos Jogos Londres 2012 ,além do bronze na prova individual de BC3, José Macedo conquistou a medalha de prata na variante de pares juntamente com Armando Costa e Luís Silva.

O boccia é uma modalidade exclusiva dos Jogos Paralímpicos, que consiste em lançar bolas tentando deixá-las o mais perto possível de uma bola alvo, e é destinada a atletas com deficiência motora - paralisia cerebral em cadeira de rodas ou doenças neuromusculares -, que pode ser disputada individualmente, em pares ou por equipas de três elementos, sem divisão por género.

Na modalidade, designada pelas iniciais BC, os atletas são divididos em quatro classes, numeradas de 1 a 4. As classes 1 e 2 são destinadas a atletas que jogam com a mão ou com o pé, a 3 agrupa os atletas que jogam com calhas e a 4 os praticantes que sofrem de doenças neuromusculares.

Conteúdo publicado por Sportinforma