Paralímpicos2016

18-09-2016 20:10

Ministro da Educação: Bronze na maratona é "alegria que não deve ser contida"

Portugal sai dos Jogos Rio2016 com quatro medalhas de bronze.
Manuel Mendes (Paralímpicos), atleta de maratona
Foto: AFP

Manuel Mendes (Paralímpicos), atleta de maratona

Por SAPO Desporto c/Lusa sapodesporto@sapo.pt

O ministro da Educação classificou hoje como “uma alegria enorme” e uma “felicidade que não tem de ser contida” a conquista da medalha de bronze na maratona T46 dos Jogos Paralímpcios Rio2016, conseguida Manuel Mendes.

“É uma alegria enorme, uma felicidade que não tem de ser contida. Uma vitória numa especialidade na qual Portugal tem tradições”, disse Tiago Brandão Rodrigues, que assistiu à prova, disputada sob forte calor, no Forte de Copacabana.

O ministro da Educação, que na sexta-feira também assistiu à conquista de uma medalha de bronze no torneio individual de boccia BC3, voltou a reiterar a ideia de que as medalhas conseguidas no Rio de Janeiro “são o alicerçar de um trabalho que vem sendo feito no desporto paralímpico”.

Manuel Mendes, que não tem o antebraço esquerdo, conquistou o bronze ao terminar os 42.195 quilómetros da prova com o tempo de 2:49.57 minutos, atrás do chinês Li Chanoyyan (2:33.35) e do espanhol Abderrahmam Khamouch (2:37.01), medalhas de ouro e prata, respetivamente.

No sábado, o ministro Tiago Brandão Rodrigues esteve no estádio Engenhão a assistir às provas de alguns atletas portugueses, e entregou medalhas em duas provas de 400 metros.

Portugal sai dos Jogos Rio2016 com quatro medalhas de bronze - duas conseguidas no atletismo e duas no boccia – superando assim as três medalhas conseguidas há quatro anos em Londres2012.

Conteúdo publicado por Sportinforma