Vale do Lobo Grand Champions

13-08-2010 21:55

Leconte foi dos primeiros a cair, mas ganha a todos na animação

O francês Henri Leconte foi dos primeiros tenistas a ser eliminado do Vale do Lobo Grand Champions, mas ganha a todos os outros participantes na animação, como demonstrou hoje no encontro de exibição de pares.
 Leconte foi dos primeiros a cair, mas ganha a todos na animação

Por Sapo Desporto sapodesporto@sapo.pt

Leconte, que fez parceria com o britânico Chris Wilkinson, jogou, brincou, cantou e imitou andares estranhos, levando o público presente no “court” da Academia de ténis de Vale do Lobo a divertir-se e rir com a suas brincadeiras, mas no final voltou a perder diante da dupla formada pelo também britânico Jeremy Bates e o português Nuno Marques, por 6-4, 3-6 e 8-10 no “champions tie-break”.

O gaulês, que era para ter feito parceria com o russo Yevgueny Kafelnikov, mas acabou por jogar com Wilkinson, suplente do torneio português, esteve todo o tempo a brincar com os colegas, com o público ou com os apanha-bolas e chegou inclusivamente a deixar o seu campo, ir ao dos rivais e mandar a bola à rede para ganhar um ponto.

A meio da partida, quando o árbitro disse que se ia proceder a uma mudança de bolas, Leconte, bem ao seu estilo, iniciou uma série de piadas brejeiras, enquanto o público presente nas bancadas, ainda ocupadas a um terço, ria e aguardava pela brincadeira seguinte.

Os quatro jogadores que alinharam na partida de exibição de pares foram os que ficaram eliminados na fase de grupos, enquanto os outros disputam hoje a final (o austríaco Thomas Muster frente ao sueco Thomas Enqvist) e o encontro de atribuição do terceiro e quarto classificados (o croata Goran Ivanisevic e o britânico Greg Rusedski).

Noutra altura da partida, Leconte parou e começou a apreciar um bando de pássaros que sobrevoou o “court”, em mais uma nota de humor apreciada pelos espectadores presentes nas bancadas do “resort” algarvio.

A passagem do circuito de veteranos por Vale do Lobo ficou muitas vezes marcada pela presença de tenistas que aproveitavam o torneio para, além de voltar a jogar ténis, brincar enquanto disputavam as partidas.

Na edição deste ano, o estatuto de jogador mais humorista ficou para Leconte, que não defraudou as expectativas de quem gosta de aliar o ténis a boa disposição e à descontracção.