Ciclismo: Toscana

19-04-2012 18:27

Amaro Antunes foi o melhor elemento da seleção portuguesa

A etapa foi dominada pelos italianos.
Amaro Antunes foi o melhor elemento da seleção portuguesa

Por Sapo Desporto c/ Lusa sapodesporto@sapo.pt

Amaro Antunes, 39.º classificado, foi o melhor elemento da seleção portuguesa na terceira etapa da Toscana – Terra de Ciclismo, prova da Taça das Nações de sub-23, tirada dominada por completo pelos italianos.

No final da etapa de 145,6 quilómetros, com partida e chegada em Cavriglia, a seleção italiana "dinamitou" completamente a corrida na derradeira ascensão, com Manuel Bongiorno, Fabio Aru e Mattia Cattaneo a conseguirem os três primeiros lugares na tirada e a assumirem o comando da geral individual.

O festival transalpino permitiu a Aru a subida ao primeiro lugar da geral individual, sendo Cattaneo, com o mesmo tempo, o segundo e o belga Tim Wellens, a nove segundos, terceiro.

Amaro Antunes, 39.º na terceira etapa, é o melhor dos portugueses na geral, ocupando o 32.º posto, a 1.30 minutos.

«A etapa decorreu sem grandes sobressaltos até à subida para a meta. Foram cinco quilómetros muito duros, devido a algumas rampas com 17 e 18 por cento de inclinação e devido ao ritmo fortíssimo dos italianos, que se revelaram absolutamente imbatíveis», descreveu o selecionador português, em comunicado.

José Poeira assumiu que Antunes não conseguiu entrar bem colocado na subida e acabou por ceder bem mais do que a seleção esperava.

«Agora, não sendo fácil pensar em discutir a geral, vamos tentar subir nesta classificação e procuraremos lutar pelas duas etapas que ainda faltam», concluiu o técnico português.

Na sexta-feira, o pelotão desta prova pontuável para a Taça das Nações de sub-23 vai percorrer 146 quilómetros, desde Terranuova Bracciolini até Cortona, com a chegada a coincidir com uma contagem de montanha.