Desportos radicais

26-10-2013 23:53

“Lenda” do skate Tony Hawk leva milhares a Cascais

A maioria do público era constituída por crianças e jovens que, acompanhados pelos pais, vieram ver o espetáculo daquele que é considerado o maior 'skater' de todos os tempos.
“Lenda” do skate Tony Hawk leva milhares a Cascais
Foto: Lusa

Por SAPO Desporto sapodesporto@sapo.pt

Milhares de pessoas estiveram hoje à noite em Carcavelos, Cascais, para ver o espetáculo de skate protagonizado pela "lenda" da modalidade Tony Hawk que trouxe os seus amigos para um "show" de manobras.

A maioria do público era constituída por crianças e jovens que, acompanhados pelos pais, vieram ver o espetáculo daquele que é considerado o maior 'skater' de todos os tempos.

Vasco, de 7 anos, disse que já sabe andar de skate e que gosta muito de Tony Hawk. A mãe, Patrícia, não gosta muito da modalidade, mas fez o esforço pelo filho.

«Ele adora andar de skate e o Tony Hawk, então eu não me importei de vir com ele. Também gosto de ver aquelas piruetas que eles fazem», afirmou.

Martim, de 9 anos, veio a Carcavelos pela mesma razão e, apesar de ainda não saber andar de skate, espera um dia ser como o ídolo.

«Eu tenho um jogo dele e gosto muito de ver e sei que ele é o melhor 'skater' do mundo», contou.

Na primeira fila, Patrícia Carvalho veio também acompanhar o afilhado que pratica skate.

«Eu gosto de ver. Faz-me um bocadinho de impressão as quedas, mas desde que estejam protegidos tudo bem», sublinhou.

Afonso Lopes e o amigo Tomás Fernandes, de 14 anos, vieram sozinhos e esperam «ver o Tony Hawk voar». E ele voou.

Passava pouco das 21h00 quando o norte-americano, de 45 anos, apareceu com a sua "tábua" cor-de-rosa. Cumprimentou o público, agradeceu a presença e desejou um bom espetáculo.

«Let's skate» [vamos andar de skate] foi o mote para o arranque do espetáculo. Tony Hawk e os seus seis amigos entusiasmaram o público e os gritos de surpresa eram mais intensos consoante mais arriscadas eram as manobras.

O espetáculo durou cerca de uma hora e apesar de estarem prometidos concertos pela noite dentro, o recinto ficou mais vazio.

Conteúdo publicado por Sportinforma com Lusa