Canoagem

09-07-2014 19:57

Seleção de canoagem madruga em Portugal, mas falha treino na Alemanha

Portugal vai participar nos Europeus absolutos de canoagem em Brandenburg an der Havel, na Alemanha.
Nuno Barros recuperou o título de campeão europeu
Foto: JOAO RELVAS

Portugal levou para a Alemanha uma comitiva de 13 canoístas

Por SAPO Desporto sapodesporto@sapo.pt

Quase 17 horas após ter acordado, a seleção portuguesa de canoagem instalou-se hoje em Brandenburg an der Havel, na Alemanha, onde não conseguiu fazer um treino de adaptação à pista.

A seleção madrugou com o intuito de fazer hoje a adaptação às condições da pista, mas as inesperadas complicações da organização a conjugar-se com um acidente de viação que atrasou em cerca de uma hora a entrada da cidade.

O toque a despertar às 02:00 no Centro de Alto Rendimento em Montemor-o-Velho visava apanhar o avião no Porto, a uns 150 quilómetros, às 06:00 e dessa forma chegar ao local de regatas (uns 100 quilómetros a oeste de Berlim) a tempo de ainda treinar, ao início da tarde.

A rigidez organizativa dos alemães apenas permitiu ao grupo almoçar às 17:00 (16:00 em Lisboa) e, depois de nova longa espera, chegar ao hotel às 19:30 locais, num autocarro apinhado com quatro seleções.

Em dia chuvoso, embora de temperatura amena, os 13 canoístas da seleção andaram com as bagagens de um lado para o outro e não foi possível o desejado treino, que apenas se poderá realizar na quinta-feira de manhã.

O selecionador Ryszard Hoppe e os técnicos nacionais Hélio Lucas e José Sousa comandam um grupo de 13 canoístas, nomeadamente os vice-campeões olímpicos Fernando Pimenta e Emanuel Silva, bem como João Ribeiro, Diogo Lopes e a canoa Hélder Silva.

A equipa feminina, a maior de sempre em Europeus absolutos fora de Portugal, é composta pelas olímpicas Teresa Portela, Joana Vasconcelos, Beatriz Gomes e Helena Rodrigues, bem como as jovens Francisca Laia, Fátima Cabrita e Inês Esteves.

Conteúdo publicado por Sportinforma