Futebol de Praia

23-07-2014 17:34

Mundialito de Espinho será "ensaio geral" para o Mundial2015

A 19ª edição do Mundialito decorre entre 25 e 27 de julho.
Madjer
Foto: Lukasz Grochala/PZPN

Além de Portugal, a Hungria, o Japão e os Estados Unidos vão jogar no areal de Espinho.

Por SAPO Desporto c/ Lusa sapodesporto@sapo.pt

A 19ª edição do Mundialito de futebol de praia, que se realiza em Espinho, entre 25 e 27 de julho, foi hoje apresentado como um "ensaio geral" para o Mundial da modalidade, em 2015, na mesma cidade.

Para esta prova, onde participam as seleções de Portugal, Hungria, Japão e Estados Unidos, a expetativa Federação Portuguesa da Futebol (FPF), que tutela a modalidade, é que a organização e a seleção possam estar à altura dos desafios que surgirão em 2015.


"Definimos, aquando da candidatura ao Mundial, realizar nos dois anos anteriores mundialitos a fim de preparar a competição. Este evento, realizando neste local, será naturalmente uma experiência muito importante para organização", disse o presidente da FPF, Fernando Gomes, esperançado numa boa prestação da equipa lusa.


"O objetivo da federação é dar ainda mais protagonismo a esta modalidade, até porque temos uma seleção com qualidade, que certamente nos dará muitas alegrias", completou.


Como anfitrião deste 19º Mundialito, Joaquim Pinto Moreira, presidente da Câmara Municipal de Espinho, garantiu que a cidade estará à altura dos desafios que as duas competições exigem.


"Foi um voto de confiança que nos deram e vamos encará-lo com muita responsabilidade e esforço para que tudo corra bem. Não queremos defraudar as expetativas. Sabemos que será uma alavanca para economia local", disse o autarca.


Já Joan Cusco, vice-presidente executivo da FIFA, com a tutela do futebol de praia, lembrou que os benefícios para Espinho e para o país em acolher o Mundialito e, sobretudo, o Campeonato de Mundo de 2015 "vão para além do aspeto financeiro".


"Vamos conseguir deixar uma marca na cidade e nas suas pessoas, pois pretendemos, entre outras coisas, deixar um campo de futebol de praia na cidade, para que modalidade continue a evoluir", garantiu o dirigente.


Joan Cusco recordou que o contrato televisivo para o Mundial de futebol de praia “é igual ao que existiu no último Campeonato do Mundo do Brasil”.


“Os jogos e serão transmitidos para mais de 200 países. Podem imaginar a promoção da cidade e do país que será feita por todo o planeta", vincou. Esta 19ª edição do Mundialito de futebol de praia terá como inovação um mini-torneio envolvendo equipas femininas das seleções de Portugal, Inglaterra e Suíça.


A estrutura onde vão decorrer os jogos está situada na praia de Espinho, junto ao casino da cidade, e tem capacidade para 2.500 espetadores.

Conteúdo publicado por Sportinforma