Triatleta

18-10-2014 19:58

Bruno Pais exige pedido de desculpas para regressar à seleção

Triatleta Bruno Pais exige pedido de desculpas para voltar a correr pela seleção
Bruno Pais sagrou-se vice-campeão da Europa de meia distância
Foto: Vítor Lopes/Federação de Triatlo de Portugal

Bruno Pais sagrou-se vice-campeão da Europa de meia distância

Por SAPO Desporto c/Lusa sapodesporto@sapo.pt

O triatleta Bruno Pais, que hoje se sagrou vice-campeão Europeu de meia-distância sem apoios federativos, disse que só voltará a correr pela seleção portuguesa se a Federação de Triatlo de Portugal lhe pedir desculpa.

"Vim às minhas custas para este campeonato da Europa. Como as coisas correram mal no campeonato do Mundo, agora já não vim disputar o Europeu pela seleção. Usei o equipamento da seleção onde era obrigatório, mas acho que não é assim que deve funcionar uma federação", disse à agência Lusa o atleta do Benfica.

Bruno Pais, que hoje na prova de Paguera (Espanha) apenas ficou atrás do italiano Giulio Molinari, revelou que, ao se aperceber que a Federação de Triatlo de Portugal (FTP) não o iria convocar para o Europeu, enviou um e-mail aos responsáveis federativos.

"Quando soube que não iria ser convocado pela federação, mandei um e-mail a informar que, se calhar, seria a última vez que iria competir pela seleção nacional, porque ouvi coisas que não merecia. Quem é atleta sabe que há dias bons e dias maus e tem que se fazer uma aposta a longo prazo. Não é para quando corre mal, darem-te um chuto e 'safa-te'", salientou o triatleta.

Por isso mesmo, Bruno Pais espera agora ser contactado pela FTP para um pedido oficial de desculpas.

"Não sei se vou ter um pedido de desculpas. Quem trabalha para a Federação de Triatlo de Portugal disse que eu, nas duas últimas provas pela seleção, tinha desistido, mas têm é de ver o que já fiz pela modalidade. Acho que foi o campeonato do Mundo que ditou a minha sentença. Estou muito magoado com a federação, porque acho que nunca mereci que me tratassem assim. Vamos ver se vou obter o pedido de desculpas", sublinhou.

Bruno Pais - que nesta distância já ganhou em Budapeste e foi terceiro em Barcelona, ambos em provas Ironman 70.3 - diz que ou há pedido de desculpas ou não corre mais pela seleção.

"Espero que seja primeiro a federação a contactar-me, porque eu não os vou contactar. Acho que ficou muito mal à federação. Se não o fizerem vou aceitar e não corro mais pela seleção nacional", concluiu.

Conteúdo publicado por Sportinforma